Banner

Estadual

Em João Pessoa, atletas de escola privada de Natal se destacam no Campeonato Nacional de Karatê-Dô Tradicional

Imprimir
PDF

Os_alunos_do_CEI_Zona_Sul_participaram_do_VI_Campeonato_Nacional_de_Karat-d_Tradicional_e_todos_foram_medalhistas

Atletas de Karatê da equipe do colégio CEI Zona Sul se destacaram no VI Campeonato Nacional de Karatê-Dô Tradicional, evento realizado em João Pessoa (PB) e que contou com a presença de 457 atletas, que representaram vários estados brasileiros. A competição foi uma seletiva para o campeonato pan-americano que acontecerá no México, nos dias 25 e 26 de outubro.

Disputando com atletas de alto nível nos torneios que foram realizados no período de 11 a 14 de julho do ano em curso, os alunos da escola potiguar obtiveram um excelente resultado.

Integrantes da delegação potiguar, todos os alunos do CEI Zona Sul inscritos no campeonato trouxeram medalhas. A equipe ficou entre os melhores competidores em todas as categorias.

Entre os medalhistas se destacaram Heitor Dias de Medeiros (3° kata Individual, 3°kata equipe e 3° kumitê), Maria Eduarda Lacava Kroeff Pires: (3° kata individual, 3° Tira Bolinha e 2° kata equipe), Luiz Vinicius de Carvalho Dantas ( 3° kata individual – 3° kata equipe), Dante Fernandes (2° kata equipe), Luiz Felipe Lins de Albuquerque Alencar Peixoto: (1° kata individual e 2° kata equipe), Pedro Harry de Oliveira Lima Leite: (1° kata individual e 2° kata equipe), Tomás Sena de Almeida: (3° kata individual, 3° kumitê e 3° kata equipe), Caio Gomes (2° kata individual) e Betina de Medeiros Costa (2° kata individual, 3° kumitê e 2° kata equipe)

Segundo a professora Cynthia Cinara, integrante da comissão técnica da seleção do RN e responsável pela preparação dos atletas, o resultado dessa conquista é consequência de muita dedicação e esforço em prol do Karatê do Rio Grande do Norte.

banersaomiguel

Comentários (0)

Atividade da construção potiguar suaviza retração em junho

Imprimir
PDF

Nova-Imagem

A Sondagem Indústria da Construção, elaborada pela FIERN, aponta que a atividade do setor registrou queda menos intensa em junho e continuou abaixo do padrão usual para o período, tendência que se repete interruptamente desde fevereiro de 2013. O nível médio de Utilização da Capacidade de Operação (UCO), por sua vez, cresceu de 41% para 43% entre maio e junho. Acompanhando a moderação no declínio da da atividade, o número de empregados caiu em menor intensidade.

No segundo trimestre de 2019, as condições financeiras das empresas do setor melhoraram em relação ao trimestre anterior. Entretanto, os indicadores continuam abaixo dos 50 pontos, refletindo insatisfação com as margens de lucro e a situação financeira, além de dificuldades de acesso ao crédito. Os empresários também apontaram que os preços médios das matérias-primas tiveram aumento menor do que no primeiro trimestre.

O principal problema do trimestre, na opinião dos empresários da Indústria da Construção, foi a elevada carga tributária; seguida pela falta de capital de giro, pela demanda interna insuficiente, pela inadimplência dos clientes e pela burocracia excessiva.

Em julho, os indicadores de expectativas são pessimistas pelo quarto mês consecutivo, após registrarem perspectivas positivas em março. Ou seja, os empresários da Indústria da Construção preveem queda no nível de atividade, nas compras de insumo e matérias-primas, nos novos empreendimentos e serviços e no número de empregados nos próximos seis meses. Por outro lado, o indicador de intenção de investimento apresenta melhora pelo segundo mês seguido, o índice de 34,5 pontos representa aumento de 3,2 pontos na comparação com junho (31,3 pontos) e de 8,4 pontos em relação a julho de 2018 (26,1 pontos).

Comparando-se os indicadores avaliados pela Sondagem Indústria da Construção potiguar com os resultados nacionais divulgados em 26/07 pela CNI, observa-se que, de um modo geral, as avaliações convergiram, com a diferença de que os empresários nacionais esperam crescimento no nível de atividade, nas compras de insumo e matérias-primas, nos novos empreendimentos e serviços e no número de empregados nos próximos seis meses.

Com informações do Agora RN

carto_bem_estar

Comentários (0)

Estudantes da UFRN participam das Paralimpíadas Universitárias

Imprimir
PDF

olimpiadasuniversitarias

O aluno Cicero Tavares, do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), participará, de 24 a 27 de julho, da 4ª edição das Paralimpíadas Universitárias na cidade de São Paulo (SP).

Segundo Cícero Tavares, há expectativa de bons resultados para a UFRN. "Estamos em um ritmo forte de preparação, que se intensificou nessas férias, com treinos de segunda a sábado, o que me deixa mais confiante. Além disso, essa é uma chance de participação de outras competiçõe, já que o evento é classificatório para o Parapan Universitário do ano que vem", comenta.

Além de Cícero, a estudante Camila Kethelyn, do curso de Psicologia, também participará da competição na modalidade de natação. A UFRN vem se destacando nas edições anteriores das Paralimpíadas: em 2018, Cícero ganhou três medalhas no atletismo, sendo uma de ouro e duas de prata, e Camila trouxe três medalhas de prata.

Paralimpíadas

As Paralimpíadas Universitárias são organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), em parceria com a Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), e têm como objetivo estimular a participação dos estudantes universitários com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas de todas as Instituições de Ensino Superior (IES) do território nacional, promovendo ampla mobilização em torno do esporte.

A edição deste ano acontece no Centro de Treinamento Paralímpico de São Paulo (SP), no bairro do Jabaquara. A competição deve contar com participação de atletas de universidades de todo o país com disputas em oito modalidades: atletismo, bocha, basquete 3x3, judô, natação, parabadminton, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas.

Outras informações podem ser consultadas no site da CBDU ou nas redes sociais da Confederação.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

UFRN e IEL debatem melhorias para realização de estágios

Imprimir
PDF

ufrn_logo

O desenvolvimento de novas parcerias institucionais e o aperfeiçoamento de programas de estágio para os estudantes de graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foram os temas debatidos durante reunião na manhã desta quinta-feira, 25, na Sala de Reuniões do Gabinete da Reitoria, entre o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, e a superintendente Regional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Maria Angélica Teixeira.

Na oportunidade, a superintendente detalhou a criação recente do Fórum de Estágios, local de discussão sobre problemas comuns às instituições de ensino superior e de estabelecimento de uma comunicação para fortalecer a contribuição mútua.

"Precisamos preparar os alunos para o mercado de trabalho e é necessário sempre dar o feedback a respeito de melhores práticas para as lacunas observadas. O estágio, ressalto, é um ato educativo, não é a substituição de mão de obra e, tanto para as empresas como para a universidade, é um desafio à plena compreensão dessa relação", colocou Maria Angélica Teixeira.

A superintendente, ressaltando que para o fortalecimento do programa de estágio é essencial que ele esteja sempre em processo de renovação, exemplificou as novas nuances que as ferramentas advindas da indústria 4.0 propiciam.

Presente à reunião, a pró-reitora de Graduação, Maria das Vitórias Vieira Almeida de Sá, ressaltou que a UFRN está atenta aos movimentos da sociedade no que diz respeito às novas necessidades. "Um exemplo é que estamos iniciando neste semestre um debate para proposição de atualização dos projetos pedagógicos na área das engenharias, o que implica, em um segundo momento, a participação do sistema de indústria", frisou.

O reitor da UFRN destacou que há questões a serem melhoradas, mas que, por outro lado, elas não podem inviabilizar o estágio em si, ferramenta prevista nas diretrizes curriculares. "Entendemos que o estágio é muito importante no processo de formação do aluno e o Fórum é muito importante para o aperfeiçoamento e a evolução das práticas, bem como para a conscientização a respeito das questões legais. Uma sugestão que dou é uma feira de estágios, um evento para debater e promover a área", pontuou Daniel Diniz.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Nesta semana tem “Auto de Santiago: Discípulo da Liberdade” em São Miguel do Gostoso

Imprimir
PDF

santiago_2

O município de São Miguel do Gostoso-RN está na maior expectativa para o espetáculo "Auto de Santiago: Discípulo da Liberdade", que acontece nesta quinta-feira (25) e sexta-feira (26) de julho, na Praia da Xêpa, a partir das 20h. Os últimos ensaios já estão sendo realizados e está quase tudo pronto para estreia.

O espetáculo é baseado na história do discípulo e na experiência dos peregrinos que realizam o Caminho de Santiago na Espanha, descrito no livro O Diário de Um Mago, do escritor Paulo Coelho, Legenda Áurea de Tiago Voragine (1260), entre outros testemunhos. Os Caminhos de Santiago são os percursos dos peregrinos que afluem a Santiago de Compostela desde o século IX para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela.

"É uma peça única, criada e produzida por jovens de São Miguel do Gostoso, que pretende mostrar a missão evangelizadora de libertação de São Tiago", explica Ricardo André, produtor.

O evento tem a realização do Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC) e da Guajirú Produções e é financiado por meio de doações em conta corrente especifica: BANCO DO BRASIL (001) - Conta Corrente: 27.021-0 – Ag. 3525-4.

Após o espetáculo, tanto na quinta-feira quanto na sexta-feira, o público poderá aproveitar o restante da noite ao som de MPB, com Almir Felipe, no dia 25 e Elenilson Júnior, no dia 26. Outra novidade. Durante os dois dias, a Secretaria Municipal de Turismo vai promover uma Feira de Artesanatos locais.

banner_odontopremium

Comentários (0)