Banner

Política

Rogério Marinho: "Lula é exemplo de manipulação de fatos e problemas de amnésia"

Imprimir
PDF

rogeriomarinho2O deputado federal Rogério Marinho, presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, criticou a sucessão de "absurdos" proferidos pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante depoimento do petista ao juiz federal Sergio Moro, na última quarta-feira (10), em Curitiba. Além de se contradizer por diversas vezes, diante das provas apresentadas pela força tarefa da Operação Lava Jato, o líder do PT ainda tentou responsabilizar sua falecida esposa, a ex-primeira dama Marisa Letícia, por todas as negociações envolvendo a reforma bancada pela construtora OAS no apartamento tríplex do Guarujá (SP).

Para Rogério Marinho, o ex-presidente petista precisa "ser interditado". "Ontem em rede nacional assistimos Lula, o maior líder da esquerda brasileira, afirmar que o tríplex foi opção de investimento de sua esposa morta. E que ele, Lula, não tinha influência no PT, e ainda que a sua preocupação com contas no exterior de Renato Duque foi para evitar fofocas. Realmente, Lula é referenciado como exemplo claro de manipulação de fatos e problemas de amnésia desde o mensalão, quando nada sabia. Merece ser interditado", avaliou o parlamentar, em seu perfil no Twitter (@rogeriosmarinho).

Segundo reportagem do portal G1, Lula entrou em contradição ao ser questionado pelo juiz Moro acerca da relação entre o ex-diretor da Petrobras Renato Duque e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A princípio, o petista disse que não tinha conhecimento de nenhuma relação entre os dois. Confrontado pelo magistrado, o ex-presidente admitiu ter pedido a Vaccari que intermediasse um encontro com Renato Duque.

Vale lembrar que, em depoimento ao juiz Moro na última semana, Duque acusou Lula de ter recomendado a destruição de provas da propina recebida por petistas fora do Brasil no esquema do petrolão. Segundo o ex-diretor da Petrobras, Lula também teria determinado, a partir de 2007, que a arrecadação de propina para o PT por meio de contratos da Petrobras fosse negociada diretamente com João Vaccari Neto.

carto_bem_estar

Comentários (0)

Rafael Motta visita unidades de saúde beneficiadas com emendas parlamentares de sua autoria

Imprimir
PDF

rafael_ubs

O deputado federal Rafael Motta (PSB) visitou hoje(8) unidades de saúde e ruas dos municípios de Ipanguaçu, Afonso Bezerra e Lajes, onde serão investidas emendas parlamentares destinadas por ele para a saúde e pavimentação. As visitas fazem parte de uma agenda que começou a ser cumprida com o objetivo de ver, in loco, a realidade dos municípios do Rio Grande do Norte e, também, prestar contas, por meio das redes sociais dele, o que está sendo feito para melhorar a vida dos potiguares.

"A intenção é conhecer ainda mais a realidade de cada município e ver onde serão investidas as emendas destinadas pelo nosso mandato. Pretendemos visitar todas as regiões do Estado e trocar informações com cada gestor, para sabermos onde é possível melhorar a vida dos potiguares", afirmou Rafael Motta. "Lançamos também a hastag 'AquiTemTrabalho', para que aqueles que nos seguem nas redes sociais possam acompanhar as nossas visitas ao interior e saber mais sobre nosso trabalho", acrescentou.

A agenda de hoje começou acompanhado pelo prefeito Valderedo, de Ipanguaçu, onde visitou o Centro de Saúde Tibúrcio Freire da Silveira e a rua Manoel Rocha, que serão beneficiados com as emendas parlamentares de Rafael Motta. Para a saúde e a pavimentação do município foram destinados R$ 1,14 milhão. Em Afonso Bezerra, ao lado do prefeito Chico Bertuleza e a liderança Cícero Umbelino, Rafael Motta visitou as unidades de saúde Lavosier Maia (que está fechada e será reaberta com recurso destinados por Rafael Motta) e Vitor Modesto, além do Hospital-Maternidade do município. Para Afonso Bezerra, foram destinados R$ 250 mil, que serão enviados também para as unidades de saúde São Sebastião e Luis Ferreira de Lacerda.

A agenda no interior do Estado foi fechada no município de Lajes, onde o deputado visitou ao lado do ex-vereador Clóvis e do prefeito Marcão, o Hospital Maternidade Aluízio Alves, para onde destinou R$ 150 mil.

brenobannernovo

Comentários (0)

Rafael Motta recebe homenagem do Itamaraty por serviços prestados a Nação

Imprimir
PDF

rafaelmotta_medalhaitamaratyO deputado federal Rafael Motta (PSB) recebeu na última quinta-feira, em Brasília, a Condecoração Ordem de Rio Branco no grau de Grande Oficial. O título, entregue em solenidade no Palácio Itamaraty, é consequência do trabalho do parlamentar na área da Defesa Nacional, relatando projetos, destinando emendas e cumprindo missões que buscam o fortalecimento da segurança e o estreitamento de relações econômicas entre o Brasil e outros países. O deputado é integrante da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados.

"Foi uma grande honra receber a Condecoração Ordem de Rio Branco como reconhecimento do nosso trabalho na Câmara dos Deputados em defesa dos interesses do nosso País. Desde que o início do nosso mandato, temos colocado como prioridade o desenvolvimento de ações que fortaleçam a nossa economia e a segurança nacional", afirmou o deputado federal.

A Ordem de Rio Branco foi instituída pelo então Presidente da República, João Goulart, em 1963. Tem objetivo de estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção, bem como para distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas. Pode ser conferida a pessoas físicas ou jurídicas, nacionais ou estrangeiras.

banner_carloschagas

Comentários (0)

“Congresso é ilegítimo para desmontar história do trabalho”, afirma Luiz Gomes

Imprimir
PDF

luizgomes_okokokO advogado Luiz Gomes, membro honorário vitalício da Associação Norte-riograndense dos Advogados Trabalhistas (Anatra), criticou a postura do Congresso Nacional e do Governo Federal, em dar celeridade às reformas trabalhistas e previdenciária sem uma ampla discussão com a sociedade e também criticou o fato dos atuais parlamentares e ministros estarem envolvidos no maior escândalo de corrupção do país: a Lava Jato.

Na visão do jurista, este não é o momento para se discutir o assunto exatamente em função das operações em curso. "O Brasil vem sendo pautado politicamente pelas ruínas moral e ética de um Governo, cuja metade dos ministros são delatados, e de um Congresso, em que 418 dos 513 deputados também são. Esse Congresso é ilegítimo para desmontar história do trabalho. E é neste clima de absoluta anormalidade na politica brasileira, que estamos vendo o desmonte dos direitos sociais, constitucionais e celetistas. Pior: sem uma discussão", disparou.

No entendimento de Luiz, as atuais reformas trabalhistas e previdenciárias causam prejuízos irreparáveis à milhares de brasileiros. O membro vitalício da Anatra lembrou que a base aliada do governo na Câmara conseguiu aprovar o requerimento de urgência, que dá celeridade à apreciação do projeto da reforma trabalhista. "Não podemos atropelar as coisas. Cada assunto precisa ser amplamente debatido e, principalmente, analisadas as consequências jurídicas desses atos", concluiu.

Blog_Edipo_Autismo_1950x300px-FINAL

Comentários (0)

Tomba diz que adutora de Currais Novos será concluída em breve e que vice-prefeito deu informação equivocada

Imprimir
PDF

tomba_parlamentodiscursoO deputado estadual Tomba Farias (PSB) disse hoje que a execução da obra da adutora de Currais Novos será finalizada em breve, faltando, para isso, apenas a assinatura de um aditivo que irá viabilizar a liberação de recursos para a construção do restante do empreendimento. O parlamentar destacou ainda que o vice-prefeito daquele município se equivocou ao conceder uma entrevista a uma emissora de TV a cabo e dizer que a adutora não seria concluída, pois  a empresa responsável pela obra teria falido.

Tomba Farias destacou que a adutora já está com 95% da obra concluída e a Cosern já realizou, inclusive, a ligação do sistema elétrico de quatro estações de bombeamento. O parlamentar acrescenta que falta apenas o governo federal repassar cerca de R$ 1.240 milhão, recurso que já está aprovado desde março.

Tomba Farias explica que, pela regra atual, o aditivo tem que ser aprovado pelo Comitê Gestor do PAC, através da assinatura dos ministros da Secretaria de Governo (Antonio Imbassahy), Planejamento (Dyogo Oliveira) e Fazenda (Henrique Meirelles). De acordo com Tomba, na próxima semana, ele, juntamente com o senador José Agripino Maia e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves vão à Brasília, para uma audiência com Henrique Meirelles, para  agilizar a assinatura do aditivo.

bannerfestajapi

Comentários (0)