Banner

Estadual

Hospital Onofre Lopes assina contrato para obra de novo ambulatório pediátrico

Imprimir
PDF

obra_pediatria

Na última sexta-feira, os gestores do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), assinaram o contrato para realização da obra onde funcionará o novo ambulatório pediátrico da unidade. O investimento total de R$ 3.296.375,33 é proveniente do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), do Ministério da Saúde.

De acordo com o superintendente do HUOL, Stenio Gomes da Silveira, a iniciativa é tão importante que impactará dois hospitais vinculados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh): "atualmente, nosso serviço de Pediatria ocupa uma área da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), de modo que essa reestruturação, ao mesmo tempo que modernizará uma estrutura própria do HUOL, também vai liberar espaço para que outro afiliado toque seus projetos de melhorias", explicou o gestor.

A gerente administrativa, Zilmar Fernandes, destacou ainda que "o novo ambiente terá atividades de suporte e logística otimiziadas pela inserção da Pediatria no complexo que envolve o hospital, além dos benefícios da próximidade com o prédio de imagens e a UTI pediátrica", enfatizou.

"Foi um esforço coletivo para agilizar os projetos complementares e a própria licitação, de modo que viabilizamos um processo complexo em curto espaço de tempo, reafirmando o compromisso de toda equipe com a melhoria contínua do serviço público prestado", encerrou a gerente.

Pelo compromisso firmado, a construtora AC Engenharia Ltda tem 300 dias para concluir a reforma do prédio que abrigará a nova estrutura de atendimento em saúde da criança e do adolescente.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Alunos da UFRN participam de competição mundial de sistemas

Imprimir
PDF

Um grupo de estudantes do curso de Engenharia de Computação, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), formado por Wysterlânya Kyury, Daniel Morais, Felipe Fernandes, e orientado pelo professor Marcelo Fernandes, do Departamento de Engenharia de Computação e Automação (DCA), está participando de uma competição mundial de sistemas embarcados, intitulada Innovate FPGA Contest.

O grupo participa da disputa com o projeto Smart Skin Cancer Identification, que propõe um produto para o reconhecimento automático de câncer de pele através de imagens que podem ser obtidas por diferentes dispositivos, como, por exemplo, uma câmera de celular. Atualmente, a equipe está na segunda fase da competição, em que o público externo pode votar nos projetos e também concorrer a um sistema embarcado (Terasic DE10-Nano Kit).

Qualquer pessoa pode votar e ajudar a equipe da UFRN a seguir na competição. Para isso, é necessário fazer um cadastro no portal do Innovate FPGA e, em seguida, realizar o login na opção Community Login, acessível por meio deste link. Depois disso é só clicar na opção Vote na página do projeto escolhido. Os projetos mais bem votados seguirão para a próxima fase.

Para quem deseja votar e conhecer melhor o projeto Smart Skin Cancer Identification, pode acessar o resumo na página da competição.

Blog_Edipo_Autismo_1950x300px-FINAL

Comentários (0)

Com prorrogação da Lei 13.340, Banco do Nordeste intensifica ações para regularizar dívidas com produtores rurais

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logo

Produtores rurais de todo Nordeste, norte de Minas Gerais e Espírito Santo terão novo prazo para regularizar suas dívidas com o Banco do Nordeste e usufruir dos benefícios oferecidos pela Lei 13.340, que engloba operações contratadas até 2011. Toda a rede de agências do BNB está mobilizada no atendimento aos clientes cujos financiamentos são enquadráveis.

O Governo Federal prorrogou o prazo de vigência dos benefícios, que venceriam em 31 de dezembro de 2017 para até 27 de dezembro de 2018. Ano passado, foram regularizadas pelo Banco mais de 217 mil operações, o que corresponde a R$ 7,1 bilhões entre liquidações e repactuações. Os clientes beneficiados pela Lei 13.340 contam com vantagens como descontos de até 95% para liquidação ou podem renegociar pagamento até 2030.

"O Banco tem empreendido ações com vistas à racionalização dos processos para garantir celeridade aos clientes que buscam se beneficiar com os descontos e facilidades de pagamento assegurados pelos mecanismos legais", destaca o presidente do BNB, Romildo Rolim.

Para levar informação ao conhecimento dos produtores rurais, o Banco do Nordeste investe em ações de comunicação (campanha publicitária, envio de SMS, divulgação em mídias sociais e demais meios de comunicação) e ações negociais, com realização de agências itinerantes e parcerias com entidades classistas, a exemplo da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA, Federações e Sindicatos Rurais.

A liquidação dessas dívidas possibilita que os produtores regularizem seus financiamentos e voltem a obter novos créditos. Para mais informações sobre as condições de renegociação ou liquidação de dívidas com o Banco do Nordeste, os clientes podem buscar a rede de agências ou realizar contato por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente, via telefone: 0800 728 3030.

Blog_Edipo_Autismo_1950x300px-FINAL

Comentários (0)

UFRN e Governo do RN discutem formalização de parcerias

Imprimir
PDF

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) participou de reunião com a Secretaria de Gestão de Projetos e Metas de Governo (SEGEPRO), na tarde desta terça-feira, 16, no Centro Administrativo do Governo do Rio Grande do Norte. O encontro teve o objetivo de fomentar parcerias da instituição de ensino com administração estadual.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas de Governo, Vagner Araújo, convidou a UFRN no intuito de formalizar novas parcerias que proporcionem ao estado a oferta de recursos humanos qualificados e apoio técnico especializado, para atuar nas principais demandas, como segurança, saúde e educação.

O reitor em exercício, José Daniel Diniz Melo, disse que faz parte da missão da UFRN contribuir com o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e que a instituição está de portas abertas para aumentas os convênios com o Governo do Estado.

O professor aproveitou para citar trabalhos conjuntos desenvolvidos, como a criação e o aperfeiçoamento de softwares, parceria com a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), além da oferta de cursos de capacitação e qualificação, como o Programa de Residência em Tecnologia da Informação Aplicada à Área Jurídica ou Órgãos de Controle, com alunos do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e da Justiça Federal.

Na perspectiva da SEGEPRO, esses convênios trarão agilidade na resolução das demandas, darão prioridade à mão de obra local e permitirão que a Universidade possa aplicar diretamente suas pesquisas na gestão pública estadual.

Como resultado da reunião, ficou formado um grupo técnico, que irá levantar as demandas mais urgentes da administração estadual, em seguida, a UFRN irá analisar e apontar sugestões e profissionais qualificadas para auxiliar na resolução das solicitações.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

UFRN é destacada entre as mais competitivas da ciência brasileira

Imprimir
PDF

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi citada entre as instituições de ensino superior atualmente mais competitivas da ciência brasileira, conforme artigo publicado no Jornal da Ciência, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). De autoria do diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Wanderley de Souza, o texto aborda o apoio à ciência no Brasil e destaca o recente surgimento do Instituto Serrapilheira, primeira instituição privada sem fins lucrativos que se dedica exclusivamente ao fomento científico no país.

A UFRN foi uma das seletas instituições a ter cinco pesquisas selecionadas para financiamento na primeira chamada pública do Serrapilheira. O desempenho foi considerado "excelente" por Wanderley de Souza, que elencou a UFRN junto a outras instituições que também apresentaram mais de uma pesquisa aprovada: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Centro Nacional de Pesquisa em Energia de Materiais (CNPEM), Pontifícia Universidade Católica do RJ (PUC-RJ), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal do Ceará (UFC).

"Estes dados vão apontando as instituições atualmente mais competitivas da ciência brasileira", afirmou o autor, que destacou a presença da UFRN e da UFC como uma demonstração de que "a qualidade da ciência brasileira está sendo gradualmente descentralizada".

bannerfestajapi

Comentários (0)