Banner
05
Nov

No IFRN, Rogério critica comunismo, PT, invasão de escolas e afirma: ‘Há doutrinação no ensino’

Imprimir
PDF

Rogrio20debate20doutrinao20no20IFRN201O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), campus zona Norte, promoveu nesta sexta-feira (04) debate sobre doutrinação no ensino, evento que fez parte de um projeto de extensão da unidade. E o órgão, além de colocar em pauta um dos temas mais polêmicos da atualidade no país, também quebrou paradigmas ao convidar um político sem viés de esquerda para debater o assunto.

Coube ao deputado federal Rogério Marinho (PSDB) mostrar os inúmeros exemplos espalhados pelo país de casos que confirmam a prática de doutrinação. Na oportunidade, o parlamentar aproveitou ainda para criticar o comunismo, o governo do PT e a invasão de escolas. "Aluno se ocupa em estudar, professor se ocupa em dar aulas, diretor se ocupa em administrar a escola. Quando se invade o espaço público, é invasão. Protesto se faz nas ruas", disse o tucano diante de uma plateia formada majoritariamente por alunos do IFRN.

Ainda em sua participação, o parlamentar apresentou inúmeros pensadores considerados de Direita que são ignorados pelo sistema de ensino brasileiro, em detrimento de nomes consagrados pela Esquerda, amplamente abordados nas salas de aula. "Vocês estão amordaçados é hoje, porque não tem acesso a outros tipos de opinião. Não estão lhes dando o direito de comparar. O que queremos é pluralidade no ensino", completou.

Sobre comunismo e socialismo, o deputado questionou em qual país do mundo esse tipo de sistema econômico deu certo. Tanto os debatedores de esquerda quanto a plateia citaram apenas Cuba. "Um país onde milhões de habitantes tentam fugir porque o regime lhes impede de viver em liberdade. Esse é o exemplo de país socialista. Não tenho dúvida que todos aqui querem ter liberdade de opinar, sexual, política, religiosa, teriam dificuldades de viver em Cuba. Lá só tem um partido, uma imprensa, não se pode falar mal do governo", disse.

supercopia_ok

Comentários (0)