Banner
bannerfestaradio
30
Nov

Novembro Azul: servidores da Assembleia participam do Circuito Saúde

Imprimir
PDF

azul

Em alusão ao Novembro Azul, período que marca a campanha nacional de conscientização de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata, a Assembleia Legislativa preparou a programação especial 'Circuito Saúde', voltada para o atendimento dos servidores da Casa. A ação, de iniciativa do setor Médico, acontece ao longo desta quarta-feira (30), na sede do Legislativo.

"Trata-se de um mutirão multiprofissional com ações direcionadas para a saúde do homem, em especial à prevenção do câncer de próstata. Dentre os diversos atendimentos que estão sendo oferecidos, destacamos a coleta de exame PSA (Antígeno Prostático Específico), que serve para diagnosticar alterações na próstata. É mais uma iniciativa da Assembleia em atenção à saúde e qualidade de vida de seus servidores", explica o coordenador de saúde e assistência social da Casa, Ricardo Fonseca, ressaltando ainda a campanha do Outubro Rosa promovida pelo setor.

Além do exame PSA, o Circuito Saúde contempla consulta médica com urologista, vacinação antitetânica e hepatite b, aferição de pressão, teste de glicemia, ginástica laboral, orientações sobre alimentação saudável, prevenção à DST's, distribuição de folhetos e preservativos, além de práticas integrativas, complementares e uso de florais.

Na fila de espera para o exame de PSA, o servidor Ricardo Alexandre de Oliveira (41) comemorou a iniciativa. "É uma oportunidade que a Assembleia nos oferece para checarmos as nossas condições de saúde e nos prevenirmos de algumas doenças. Ações louváveis como essa devem se repetir constantemente", disse ele, ressaltando ainda a importância do diagnóstico precoce para a cura do câncer.

As ações do Circuito Saúde tiveram início na última terça-feira (29) com a estação anti-estresse, oferecendo atendimento com aromaterapia, reflexologia somática, shiatsu e outros equipamentos de destencionamento somático.

Câncer de Próstata

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Rio Grande do Norte terá mais de 900 casos de câncer de próstata até o final do ano. O Estado apresenta a 3º pior taxa do Nordeste, com 57,8 mil casos para cada 100 mil pessoas.

A recomendação é que homens a partir de 50 anos procurem um urologista para realizar os exames preventivos anualmente. Indivíduos com história familiar de câncer de próstata, da raça negra, sedentários e obesos devem iniciar a prevenção a partir dos 45 anos, pois possuem maior risco de desenvolver a doença. Quando diagnosticada precocemente as chances de cura da doença são de aproximadamente 90%.

Comentários (0)