Banner
11
Apr

Tomba vai pedir explicações ao Ministério da Integral sobre adutora de Caicó

Imprimir
PDF

tomba_pedirexdplicacoesO deputado Tomba Farias (PSB) disse durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (11), que vai pedir explicações ao Ministério da Integração sobre a possível retirada dos municípios de Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas e São Fernando do projeto da Adutora de Caicó. O deputado Nélter Queiroz (PMDB) disse hoje que as três cidades foram excluídas do projeto. Segundo ele, a obra que tinha como responsável o Governo do Estado, por influencia política passou a ser do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), o que trouxe prejuízo aos 3 municípios.

"Vou enviar um requerimento para Caern e irei pessoalmente ao Ministério da Integração para pedir explicações sobre o projeto. Não acredito que o Governo Federal mande recursos para se fazer quatro adutoras e faça apenas uma e além disso queira penalizar a população diante do atual momento", disse Tomba.

Ainda sobre abastecimento de água, o parlamentar destacou a adutora de Currais Novos. De acordo com Tomba, o vice-prefeito da cidade concedeu uma entrevista dizendo que a adutora não seria concluída e que a empresa responsável pela obra teria falido.

"O vice-prefeito de Currais Novos está equivocado. A empresa não faliu e depende apenas da assinatura de um aditivo. Semana que vem irei pessoalmente à Brasília conversar sobre o assunto para que a obra seja concluída", disse Tomba.

Recuperação de estradas

O deputado Tomba Farias falou também, durante pronunciamento, sobre o requerimento apresentado solicitando a recuperação da RN-093 no trecho que liga o trevo de Lagoa D'Anta ao Estado da Paraíba e no trecho que liga o Centro de Passa e Fica até a cidade de Nova Cruz pela RN-269.

"A rodovia se encontra em condições precárias de tráfego, comprometendo a segurança dos que passam pelo local", falou Tomba.

Clínica de hemodiálise

Tomba Farias destacou a abertura do Centro de Nefrologia Santa Rita, em Santa Cruz. A clínica foi aberta ontem e o paciente poderá fazer tratamento de hemodiálise pelo SUS, sem precisar enfrentar horas de viagens até Natal ou outro centro.

O Centro atenderá os paciente em três turnos intercalados nas segundas, quartas e sextas, ou terças, quintas e sábados. A capacidade é para atender 66 pacientes, mas pode chegar a 200, dependendo a demanda.

banner_carloschagas

Comentários (0)