Banner

Local

Santa Cruz sedia próximo final de semana a 4ª edição do Open de Jiu Jitsu

Imprimir
PDF
openjiujitsu

supercopia_ok

Comentários (0)

Em Japi, um é morto e outro fica gravemente ferido a tiros

Imprimir
PDF

plantaopolicial-ok

A Policia Militar registrou uma morte e um gravemente ferido na cidade de Japi, região Trairi do estado. Os crimes ocorreram na noite de hoje na residência das vítimas, que são pai e filho.

Segundo informações preliminares, homens invadiram a casa das vítimas e atiraram diversas vezes. O pai identificado inicialmente por Beto, sofreu alguns disparos de arma de fogo e foi socorrido em estado grave para Natal. Já seu filho, identificado por Romildo, morreu na hora, também vítima de disparos de arma de fogo.

Não há informações de quem cometeu e nem as motivações deste crime. A Polícia Militar fez diligências no local, mas não conseguiu colher informações mais precisas de acusados. O caso será investigado pela Polícia Civil em Santa Cruz.

arraiaradiobanner2017

Comentários (0)

Operação da Polícia Federal em Santa Cruz e mais 4 cidades desarticulou quadrilha de arrombamento a bancos

Imprimir
PDF

fotopfsanta

A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (22) uma operação nas cidades de Santa Cruz, Campo Redondo, São Bento do Trairi, Tenente Laurentino Cruz e Currais Novos

Denominada LAGEDO, a operação serviu para desarticular uma quadrilha envolvida em arrombamento de caixa eletrônico na região. Pessoas foram presas e armas foram apreendidas nas primeiras horas desta manhã.

A operação deve ser detalhada pela Polícia Federal ao longo do dia.

banner_carloschagas

Comentários (0)

Ministério Público propõe ação para anular aumento do subsídio dos vereadores de Santa Cruz

Imprimir
PDF

ministeriopublico_logo

O Ministério Público da comarca de Justiça de Santa Cruz ajuizou hoje Ação Civil Pública Anulatória com pedido de tutela de urgência, contra o Município de Santa Cruz e todos os vereadores da atual legislatura pedindo a nulidade do aumento de subsídio concedido no ano passado pela Câmara de Vereadores.

Diante da repercussão gerada pelo aumento do subsídio dos vereadores do Município de Santa Cruz para a legislatura 2017/2020, foi instaurado o Inquérito Civil n° 06.2016.00004226-6, cujo objeto era apurar a legalidade do referido acréscimo salarial.

No decorrer da instrução, ficou constatado que a Lei Municipal n° 713/2016 extrapolou o prazo estabelecido pelo artigo 21, parágrafo único, da Lei Complementar n° 101/2000, fazendo com que a referida norma municipal padeça do vício de nulidade de pleno direito.

Segundo a ação, a publicação do Projeto de Lei aprovado pelos vereadores passou do prazo limite de 4 de agosto do ano passado. Há entendimento que a votação em plenário ocorreu neste dia, mas a publicação da lei, que declara a validade da legislação, foi feita posterior o prazo limite dado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Com isso, o Ministério Público deu entrada em ação judicial na Vara Cível da Comarca de Santa Cruz, tendo por objeto a declaração de nulidade da Lei Municipal supramencionada. No bojo da ação, foi requerida a antecipação de tutela para que seja imediatamente corrigida a ilegalidade constatada, com o retorno do salário para o seu patamar anterior.

Caso a ação seja considerada válida pela Justiça, os vereadores voltam a receber subsidio de R$ 4.300,00, e só poderão aumentar o subsídio no final da legislatura atual, em 2020, para a próxima legislatura, já que é proibido por lei, aumentar o subsidio dentro da própria legislatura.

Com a ação ajuizada hoje, não há previsão para decisão judicial, mas o Ministério Público aguarda que a antecipação de tutela requerida seja analisada o mais rápido possível. A Câmara de Vereadores poderá apresentar defesa sobre o processo.

Comentários (0)

Feriado de São João no sábado antecipa Feira Livre de Santa Cruz para amanhã

Imprimir
PDF

FEIRA-LIVRE

A Feira Livre de Santa Cruz foi antecipada para amanhã. A medida foi assinada pela prefeita Fernanda Costa através de decreto governamental.

A antecipação da feira livre é motivada, principalmente, pelo feriado municipal de São João, no sábado. Com o feriado, as empresas poderiam se prejudicar em exigir que os servidores trabalhassem, por isso da antecipação da feira, para deixar a situação opcional para cada empresário.

A medida é rara e só acontece, geralmente, quando há feriados no sábado.

arraiaradiobanner2017

Comentários (0)