Banner

Local

Assistência Social continua recadastramento anual dos programas sociais e convoca famílias que estão em situação de averiguação de dados

Imprimir
PDF

2000px-Logo_Bolsa_Familia.svg

A Secretaria Municipal de Assistência Social, através do setor do cadastro único, continua convocando as famílias que estão há mais de dois anos sem atualizar seus dados cadastrais, para fazer o procedimento.

Seguindo calendário anual de recadastramento, desde ontem até o dia 28 de junho estão sendo convocados os beneficiários com Número de Identificação Social terminado em 5 e 6. Esta primeira semana é exclusiva para agendamento do atendimento.

O cadastramento é obrigatório a cada dois anos. Os beneficiários devem ficar atentos para realizar o procedimento e continuar em dias com suas obrigações, garantindo que o beneficio social, especialmente o Bolsa Família, não seja bloqueado ou cancelado.

Além do cadastramento anual, cerca de 800 famílias caíram em listas de averiguação e revisão cadastral, duas situações extremas, que os beneficiários devem procurar o mais rápido possível para regularizar a situação.

As famílias receberam informações sobre os procedimentos em seu extrato do benefício ou por cartas informando quer foram encontradas irregularidades nos dados e a situação precisa ser resolvida o mais rápido possível.

Qualquer atualização cadastral deve ser mudada no setor da Secretaria Municipal de Assistência Social, para garantir que as famílias possam ter os benefícios sociais ativos sem maiores transtornos.

banner_675x90

Comentários (0)

Cinema no Teatro terá edição especial no Dia dos Namorados

Imprimir
PDF
cinemateatronamorados

banersaomiguel

Comentários (0)

Em dois dias de decisões, Copa Bené de Futsal define os campeões da edição 2018

Imprimir
PDF

FINAIS-COPABENE-SEXTA002A 6ª Copa Bené de Futsal foi encerrada em grande estilo, com dois dias de partidas decisivas, grande público e definição dos campeões das seis categorias da competição. O Ginásio Marcílio Furtado recebeu, na última sexta-feira (01), as finais das categorias mirim, infantil e juvenil. No sábado (02), foi a vez das categorias máster, feminino e adulto.

Na sexta-feira (01), primeiro dia de decisões, o Cruzeiro goleou o ASFIP União por 5 x 0 e ficou com o título. Em seguida, na final da categoria infantil, duelo equilibrado e de apenas um gol. O Morro Esporte Club venceu por 1 x 0 o Predadores e levantou o troféu. No terceiro e último embate decisivo do dia, jogo de cinco gols, vitória apertada e o título para o Pantanal FC, que bateu o Mulekada por 3 x 2 e conquistou o título da categoria juvenil.

Já no sábado (02), o Vasco venceu por 2 x 0 o União do Conjunto e ficou com o título da categoria máster. A decisão do feminino entre Colégio IESC x Santa Cruz teve empate em 1 x 1 no tempo regulamentar e disputa nos pênaltis. Melhor para o Colégio IESC, que venceu por 3 x 2 e ficou com o troféu. Na última partida da noite, o Ajax Supercópia venceu por 2 x 0 o duelo contra o Atlético Canaã e conquistou a competição na categoria adulto.

Promovida pela Prefeitura de Santa Cruz, através da secretaria municipal de Esportes e Lazer, a Copa Bené de Futsal se transformou nos últimos anos na principal competição da modalidade na região Trairi e faz parte das ações da gestão da Prefeita Fernanda Costa de incentivo ao esporte amador.

As disputas foram iniciadas no mês de março envolvendo as 53 equipes que se inscreveram para participar da competição esse ano.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

Conselho Gestor da FACISA critica atual política orçamentária da UFRN e cobra nova política de distribuição de recursos

Imprimir
PDF

Facisa_certook

O Conselho Gestor da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), campus de Santa Cruz da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) publicou nota onde fez duras criticas a política de distribuição interna de recursos da universidade federal.

Intitulada "SOBRE O ANÚNCIO DE UMA MORTE", a nota afirma que a atual política de distribuição de recursos utilizada pela UFRN, aliada aos cortes constantes de recursos feitos pelo governo federal, tem dificultado a manutenção dos serviços no campus e alerta sobre até a possibilidade do fechamento do campus, caso a política não mude.

Na nota, o Conselho Gestor ressalta que em seminário de interiorização realizado no mês de março, os pró-reitores presentes no encontro alertaram aos dirigentes da FACISA que "precisavam tomar consciência de que a crise econômica era real, 'não era apenas na TV' e que 'sacrifícios eram necessários'".

No documento, os integrantes da FACISA afirma que sabem, por serem servidores da educação, que a "crise não é 'só na TV'", mas que "parece inadmissível que uma universidade pública realize demissões, cortes, reajustes e desmontes, prejudicando, e em alguns casos até mesmo inviabilizando, a realização de suas atividades fim, aceitando e reproduzindo o falacioso argumento de que são decorrências da 'crise econômica'".

O Conselho Gestor do campus Santa Cruz destaca que "'crises' não são algo contingente ou inesperado no sistema econômico capitalista. Ao contrário, são parte inerente e previsível do modelo vigente, apresentando função clara e específica em seu funcionamento (BRESSER-PEREIRA, 1993; CARCANHOLO, 2010). Portanto, 'a crise' trata-se de argumento falho e falso para explicar e justificar os cortes de recursos e investimentos".

Ainda na nota, a FACISA critica a atual política existente pelo Governo Federal, que tem sacrificado o desenvolvimento das atividades, mas destaca que "os trabalhadores da FACISA, técnicos, bolsistas, docentes e servidores terceirizados têm dedicado esforços para fazer avançar o projeto fundamental de interiorização do ensino superior público de qualidade, por meio de seus cursos de graduação e pós-graduação, especializações, atualizações, atividades de extensão e serviços de atendimento à comunidade, não apenas da região do Trairi, mas do interior do Rio Grande do Norte, da Paraíba e do Ceará".

A FACISA ainda lembra que seu orçamento está congelado desde 2014 e que a própria universidade tem feito repasses extras, mas que não fazem parte de matriz orçamentária da universidade, não havendo compromisso desses repasses continuarem. Ainda segundo a FACISA, pela atual matriz orçamentária da universidade, o campus local perdeu um terço de seus recursos para manutenção de atividades desde 2014.

Por isso, o Conselho gestor da FACISA cobra da reitoria e gestão da UFRN uma nova política de distribuição de recursos dentro da universidade, para que mais recursos sejam destinados aos campi do interior e fazendo que a política de interiorização seja mantida e ampliada.

Ao final da nota, o Conselho Gestor da FACISA cobra que "Ao invés de simplesmente repassar cortes, ainda que de maneira atenuada, reproduzindo a justificativa espúria de que "estamos em crise", pedimos que a Reitoria e Conselhos Superiores (CONSEPE, CONSAD e CONSUNI) modifiquem a política de distribuição orçamentária e organizem a resistência desta universidade contra estes ataques a seus trabalhadores, e ao direito e acesso ao ensino superior público de qualidade em todos os seus Campi; ou seja, que organize a luta por sua própria existência e seu projeto de construção e divulgação do conhecimento articulado à justiça social".

bannerpostagensumacasa

Comentários (0)

IFRN abre esta semana inscrições para cursinho em preparação para exame de seleção da instituição

Imprimir
PDF

ifrncursinho2018O campus de Santa Cruz do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) abre inscrições esta semana para o projeto de extensão que prepara aluno para o exame de seleção da instituição, o IF+Público.

O cursinho oferece aulas de português, matemática e redação aos estudantes. As aulas são duas vezes por semana, as terças e quintas-feiras a noite e são ministradas por professores estagiários de português e matemática.

A seleção é voltada, incialmente, para alunos de escolas públicas. O período é de 7 a 13 de junho e os alunos devem se dirigir a Secretaria Acadêmica do IFRN com documentos pessoais e efetivar a inscrição. O resultado da seleção sai no dia 18 e as aulas terão início em 19 de junho. São 130 vagas disponibilizadas.

Este é o sexto ano do projeto IF+Público e a expectativa da coordenação do projeto é que mais alunos possam ter êxito ao final do ano, no exame de seleção, graças ao auxilio ministrado através das aulas do projeto.

banner_odontopremium

Comentários (0)