Banner

Nacional

Aviões com corpos de vítimas do acidente da Chapecoense deixam a Colômbia

Imprimir
PDF

Os três aviões da Força Aérea Brasileira (fAB) que estavam na Colômbia para o resgate de vítimas do acidente com o avião da Chapecoense deixaram, no fim da tarde desta sexta-feira (2) a Base Aérea de Rionegro, em direção a Chapecó (SC), levando 56 corpos. Antes do destino final, haverá uma parada em Manaus, para abastecimento e para o desembaraço alfandegário.

Antes do embarque dos corpos, houve uma cerimônia religiosa na Base Aérea, celebrada por um padre colombiano. A previsão é que os aviões cheguem às 8h deste sábado (3) em Chapecó. O velório coletivo de 51 das 71 vítimas do acidente será logo em seguida, no estádio do clube alviverde, a Arena Condá.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Brasil tem mais casos de chikungunya do que de zika em 2016

Imprimir
PDF

O ministério da Saúde anunciou que os casos de chikungunya tiveram um crescimento de 850% em 2016, e que o ano de 2017 terá ainda mais casos. Os dados são do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti.

De acordo com o ministro Ricardo Barros, foram 251.051 casos da doença neste ano, contra 26.435 em 2015 – os registros superam os de zika no mesmo período, com 208.867 notificações e apenas 3 mortes.

supercopia_ok

Comentários (0)

Vendas de veículos têm pior 1º semestre em 10 anos

Imprimir
PDF

As vendas de carros, caminhões e ônibus tiveram o pior 1º semestre em 10 anos, segundo dados da federação dos concessionários (Fenabrave), divulgados nesta sexta-feira (1º).

Foram vendidos 983.599 veículos entre janeiro e junho últimos, contra 1.318.984 no mesmo período de 2015, uma queda de 25%.

O resultado foi o pior desde 2006, quando foram emplacadas 861.000 unidades no 1º semestre. No mesmo período de 2007, o volume já passou de 1 milhão (1.082.257 unidades).

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

A Voz do Brasil estreia hoje em novo formato

Imprimir
PDF

Estreia hoje (31), com nova roupagem, o programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em seu novo formato, o programa de rádio mais antigo do Brasil será mais interativo e próximo do cidadão. Haverá novos quadros, com jornalismo, prestação de serviço e diálogo com os ouvintes. Uma das grandes mudanças será a maior participação da audiência.

A ideia é oferecer um programa que lembre menos o formato solene e distante de décadas anteriores e tenha uma linguagem menos formal, mais próxima do cidadão. O programa contará com novos apresentadores – Airton Medeiros e Gláucia Gomes. "A ideia da nova Voz do Brasil é aproximar o cidadão, trazê-lo mais para perto da notícia, da informação. Fazer com que o cidadão interaja com o que fazemos aqui na EBC. A gente não pode estar distante", diz Gláucia à Agência Brasil.

Os ouvintes poderão tirar dúvidas sobre programas sociais, sobre o trabalho do presidente da República e ministros ou esclarecer informações, como tirar documentos, por exemplo, além de fazer perguntas para os integrantes do Poder Executivo. O programa abrirá canais de e-mail e telefone, além de um número de WhatsApp para interagir com o público. Pelo aplicativo, os ouvintes poderão enviar mensagens para a produção pelo número 61 99862-7345.

Banner_EdipioNatan_484x68px

Comentários (0)

STF rejeita pedido da AGU e mantém votação do impeachment no domingo

Imprimir
PDF

O Supremo Tribunal Federal (STF) convocou sessão extraordinária nesta quinta-feira (14) para julgar cinco ações sobre a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara dos Deputados. Os pedidos tentavam suspender ou alterar a ordem da votação estabelecida pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas foram negados.

Com isso, a votação continua marcada para o domingo (17) e a forma e a ordem definidas por Cunha estão mantidas. Haverá alternância na votação entre bancadas estaduais, começando por uma da região Norte, seguida por outra do Sul e vice-versa. Votarão primeiro todos os deputados de Roraima e depois os do Rio Grande do Sul.

Em seguida será a vez dos parlamentares de Santa Catarina, Amapá, Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Goiás, Distrito Federal, Acre, Tocantins, Mato Grosso, São Paulo, Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Sergipe e Alagoas.

Com informações do G1

Banner_EdipioNatan_484x68px

Comentários (0)