Banner

Estadual

UFRN promove evento sobre Tecnologias Sociais e Sustentabilidade

Imprimir
PDF

O Departamento de Engenharia de Produção (DEP), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promove na próxima terça-feira, 27, o Workshop de Tecnologias Sociais e Sustentabilidade. O evento acontece no Núcleo de Pesquisa em Engenharia, Ciência e Sustentabilidade do Semiárido (Nupecs), localizado no município de Caiçara do Rio do Vento/RN.

O objetivo do Workshop é proporcionar práticas e experiências relacionadas ao uso de novos métodos construtivos e de uso de resíduos sólidos. A programação do evento consiste em quatro momentos: curso teórico-prático sobre tecnologias sociais e sustentabilidade; visita às instalações do Nupecs para conhecer experiências práticas desenvolvidas; participação no desenvolvimento de tecnologias sociais; momento de integração entre os participantes. 

A oficina é gratuita e os participantes receberão certificado com carga horária de quatro horas que pode ser utilizada como atividade complementar. Os interessados devem realizar a inscrição enviando e-mail parajuliofdrezende@hotmail.com, até a próxima terça-feira, 27.

No dia do evento será disponibilizado transporte para os participantes, saindo da UFRN às 7h. Mais Informações através do e-mail ou pelo telefones 9 9981-8160 (Whatsapp).

Comentários (0)

UFRN promove encontro nacional sobre acervos documentais

Imprimir
PDF

O grupo de pesquisa Os Espaços na Modernidade, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promove o I Encontro Nacional Espaços e Modernidade: Acervos, Cidades, Biografias e Identidades. O evento ocorre de 27 a 30 de junho no auditório A do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA).

O encontro tem o objetivo de debater, avaliar e divulgar o trabalho com os acervos documentais relativos a aspectos da modernidade como cidades, biografias e identidades. Pretende-se ampliar o debate sobre as temáticas relacionadas aos objetos de pesquisa e aos trabalhos de extensão realizados pelo grupo e comunidade acadêmica em geral.

O evento busca ainda ampliar as experiências no trabalho com acervos biográficos, bem como sua relação com a produção historiográfica, revelando novos caminhos, além de sugerir procedimentos de pesquisa, conjecturar abordagens e aportes teóricos e favorecer a circulação de ideias.

Mais informações podem ser obtidas no site do evento.

arraiaradiobanner2017

Comentários (0)

UFRN recebe Encontro Nacional de História a partir do dia 27 de junho

Imprimir
PDF

O Grupo de Pesquisa Espaços da Modernidade, do Departamento de História, da Universidade Federal do Rio grande do Norte (UFRN), realiza, entre os dias 27 e 30 deste mês, o I Encontro Nacional Espaços e Modernidade: Acervos, cidades, biografias e identidades. O evento acontece nos auditórios A, B e C do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA).

O encontro tem como objetivo debater, avaliar e divulgar o trabalho que é feito com os acervos documentais que possuem relação com aspectos da modernidade, como cidades, biografias e identidades. Além disso, também busca ampliar as discussões sobre as temáticas trabalhadas pelo Grupo de Pesquisa Espaços da Modernidade.

O evento terá a participação de pesquisadores de diferentes universidades e instituições do Brasil e conta com a realização de mesas-redondas e espaços para debates de grupos de trabalhos temáticos. As inscrições para ouvintes e para apresentação de trabalhos estão abertas até o dia 21 de junho.

As inscrições para ouvintes devem ser realizadas através da página do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). Já para os interessados em apresentar trabalhos, após se inscreverem no Sigaa, é necessário fazer ainda o cadastramento no site do encontro. Nessa mesma página está disponível toda a programação do evento. 

Outras informações podem ser obtidas através do e-mail encontroespacosemodernidade@gmail.com. 

supercopia_ok

Comentários (0)

Banco do Nordeste inicia programa itinerante para divulgar linhas do FNE

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logoLevar conhecimento sobre as linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, FNE, a empreendedores de todos os municípios da área de atuação do Banco do Nordeste, composta pelos nove estados nordestinos, mais o Norte de Minas Gerais e Espírito Santo. É essa a ideia central do programa FNE Itinerante, que acontece desde 2009 e prioriza os municípios de baixa renda e/ou com a economia estagnada. No Rio Grande do Norte, o programa começa na próxima semana com três edições nas cidades de Afonso Bezerra, Severiano Melo e Carnaubais, respectivamente, nos dias 20, 21 e 22 de junho.

O FNE Itinerante tem o formato de um encontro de negócios, onde as informações institucionais do BNB e dos parceiros na ação, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RN), são repassadas aos convidados: micro, pequenos e médios empresários da cidade sede do evento e, eventualmente, municípios vizinhos. A divulgação das linhas de financiamento inclui o depoimento de  um empreendedor cliente do Banco e a assinatura de contrato de empréstimo.

Este ano, 15 municípios potiguares receberão a caravana do Programa, com a novidade da realização de dois eventos em Natal, em regiões onde os empreendedores têm mais dificuldades de acesso ao crédito. "No geral, os empresários natalenses têm um índice de 'bancarização' bem melhor que outras cidades contempladas com o FNE Itinerante, mas nós conseguimos identificar bolsões onde eles encontram dificuldades na obtenção de empréstimos", explica o gerente de Desenvolvimento Territorial, Agnelo Peixoto Neto.

[BANNER}

Comentários (0)

Banco do Nordeste regulariza mais de 52 mil operações com produtores rurais

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logoO Banco do Nordeste já regularizou mais de 52 mil operações de dívidas rurais com base na Lei 13.340/2016 em área de atuação (Região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo). O montante renegociado supera R$ 2,4 bilhões. O instrumento permite que agricultores recebam descontos de até 95% em dívidas contratadas até 2011.

No Rio Grande do Norte, mais de 3.600 operações foram regularizadas. O total liquidado ou renegociado no Estado chega a R$ 116,1 milhões.

As vantagens da renegociação incluem, além dos descontos, a concessão de novo prazo para amortização, com vencimento da primeira parcela em 2021 e da última parcela em novembro de 2030, com processo simplificado de análise da dívida.

Os juros da renegociação variam de 0,5% ao ano, para agricultores familiares, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)