Banner

Estadual

São Miguel do Gostoso recebe exposição de Alberto Ferreira, um dos maiores fotógrafos do Brasil

Imprimir
PDF

Foto_Pel_biscicletaO Rio Grande do Norte terá pela primeira vez uma exposição com o olhar de Alberto Ferreira, considerado um dos maiores fotógrafos do Brasil. As fotos serão expostas no Instituto de Ação Social e Cidadania Nilo e Isabel Neri (IASNIN), em São Miguel do Gostoso, a partir do próximo dia 11 de novembro, com entrada gratuita. Entre os registros fotográficos de Alberto está a famosa foto de Pelé suspenso no ar, posição conhecida no mundo futebolístico como "bicicleta", em um jogo Brasil X Bélgica, em 1965, no qual os brasileiros venceram por 5 a 1. A "bicicleta" de Pelé – junto com outras nove fotos do mesmo autor - estará na exposição do LASNIN.

A exposição de Alberto Ferreira em São Miguel do Gostoso é a segunda deste fotógrafo no Nordeste. Antes suas fotos haviam sido expostas apenas em João Pessoa - PB, seu Estado natal, em 2014. A exposição serviu para lançar a revista Fotografia Paraibana, com fotos de fotógrafos paraibanos.  Alberto chegou a ser goleiro do Botafogo da Paraíba e mudou-se para o Rio de Janeiro, com o objetivo de ser goleiro do Flamengo. Não conseguiu atuar no Flamengo, mas foi contratado pelo Jornal do Brasil, considerado um dos maiores jornais do país, onde recebeu 12 prêmios Esso de Fotografia como editor e trabalhou por 32 anos.

A exposição de Alberto Ferreira fará uma espécie de "contraponto" com Ariclenes Silva, fotógrafo de São Miguel do Gostoso. Muitas das fotos de Ariclenes têm referências no trabalho de Alberto Ferreira. A foto da "bicicleta" de Pelé, por exemplo, vai fazer "contraponto" com um jogo de futebol de crianças em São Miguel do Gostoso. A exposição dos dois profissionais irá se chamar "Memórias Afetivas – Passado e Presente" e contará com 20 fotos (dez de cada um deles).

Outra foto de Alberto Ferreira, em que Pelé aparece curvado sobre as pernas depois de uma contusão em um jogo da Copa do Mundo do Chile, em 1962, deu o Prêmio Esso de Fotografia para Alberto Ferreira. O fotógrafo, que nasceu em 1932, em Alagoa Grande (PB), e morreu em 2007, no Rio de Janeiro, detém um acervo de 20 mil fotos, das quais duas mil são registros da construção de Brasília. Trata-se de um dos maiores acervos fotográficos do Brasil. Suas fotos – que alcançam hoje grande valor de mercado - são comercializadas pela Galeria Lume, de São Paulo.

As fotos de Alberto Ferreira são famosas não só no Brasil. Ele já participou de  exposições em vários outros países. A foto da "bicicleta" de Pelé já foi símbolo de três Copas do Mundo – a do México (1970), do Japão e Coréia do Sul (2002) e da Alemanha (2006).  Apaixonado por esporte, Alberto Ferreira acompanhou como fotógrafo sete Copas do Mundo e quatro Olimpíadas. Mas também fez incursões pelo mundo político e das artes. Uma de suas fotos retrata o Palácio do Planalto, sede do governo, ainda em construção, com os pés de operários refletidos em um espelho d'água.

A foto do Palácio do Planalto, chamada de "Pés de Brasília", fez parte da exposição do Museu Louvre, de Paris, em 2005, que integrou a mostra do Ano do Brasil na França. Alberto Ferreira faz parte da lista dos maiores fotógrafos do mundo, ao lado do também brasileiro Sebastião Salgado e de outros fotógrafos igualmente famosos como os franceses Cartier Bresson e Pierre Verger.

A exposição "Memórias Afetivas – Passado e Presente", tem curadoria de Carlos Ferreira, filho de Alberto Ferreira. Carlos é proprietário do restaurante "Jangadeiro de Sabores", em São Miguel do Gostoso.

carto_bem_estar

Comentários (0)

Hospital Regional de Caicó recebe fiscalização do Conselho de Medicina e equipe médica suspende internações em UTI

Imprimir
PDF

Fiscalizao_no_Serid_3

Membros do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte - CREMERN estiveram nesta sexta-feira (03) fiscalizando o Hospital Regional de Caicó, principal hospital da região do Seridó, que assiste a cidade, além de 25 municípios da região. Além da falta de medicamentos e insumos básicos para a assistência, a fiscalização encontrou deficiência de equipamentos essenciais no ambiente de UTI e no Centro Cirúrgico.

As informações sobre a precária condição de abastecimento do Hospital Regional de Caicó chegaram ao CREMERN através da imprensa e das mídias sociais, motivando uma nova fiscalização por parte da instituição. As novas internações em UTI estão suspensas por decisão da equipe medica do hospital por falta de medicamentos essenciais.

"Encontramos o hospital numa situação crônica de desabastecimento, tendo se agravado nos últimos 15 dias pela falta de medicamentos e insumos essenciais para a assistência à urgência e emergência, inviabilizando o funcionamento adequado da UTI e determinando o fechamento de leitos", afirmou o presidente do CREMERN, Marcos Lima de Freitas.

O índice de abastecimento médio do hospital tem sido bem abaixo da necessidade, com um déficit mensal de aproximadamente 70% dos medicamentos e insumos. "Além da falta de medicamentos e insumos básicos para a assistência, encontramos deficiência de equipamentos essenciais no ambiente de UTI e no Centro Cirúrgico. O fechamento dos leitos de UTI num momento de necessidade de ampliação compromete ainda mais essa assistência", acrescentou o Chefe de Fiscalização do CREMERN e vice-presidente, Francisco Braga.

A equipe do CREMERN, formada pelos conselheiros Dr. Marcos Lima de Freitas, Dr. Francisco Braga e Dra. Giana da Escóssia, encontrou as obras andamento para a construção de uma nova UTI em andamento e que ampliará de cinco para 10 leitos, viabilizada através de uma Ação Civil Pública do CREMERN contra o Estado para ampliação de leitos de UTI. A Ação culminou com sequestro em juízo dos valores da conta do Estado.  "Esperamos que essa ampliação solucione definitivamente o problema da assistência aos pacientes críticos da região", disse Marcos Lima de Freitas.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Ebserh e Ministério da Saúde projetam criar serviço de radioterapia no HUOL

Imprimir
PDF

visita_ms_huol

Nesta segunda-feira, 30, o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, e o coordenador geral de Atenção Especializada do Ministério da Saúde (MS), Sandro Martins, visitaram o Hospital Universitário Onofre Lopes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Huol-UFRN), para analisar o projeto de criação de um setor de radioterapia na unidade.

A parceria prevê que um acelerador linear, equipamento de alta tecnologia que trata o câncer empregando feixe de radiações, será cedido pelo MS, enquanto a estatal que gere os hospitais universitários federais investirá na infraestrutura de apoio e na equipe especializada. "Há um compromisso institucional assumido com o próprio ministro da Saúde, Ricardo Barros, de prioridade desse projeto na Ebserh. Estamos aqui para definir o local e assegurar que o investimento seja efetivado", destacou Morais.

Tido como "enorme passo" para a ampliação do serviço de Oncologia, de acordo com o chefe da especialidade no Huol, agora o projeto será detalhado pela infraestrutura e encaminhado ao MS, que emitirá uma portaria de inclusão do hospital no âmbito do Plano de Expansão dos Serviços de Radioterapia, que tem como objetivo ampliar o acesso da população a procedimentos oncológicos no Sistema Único de Saúde (SUS).

A visita foi acompanhada pelo superintendente do Huol, Stenio da Silveira, pelo chefe da unidade de Oncologia, Elio Barreto, e pela equipe de infraestrutura do hospital, além do diretor do Centro de Ciências da Saúde da UFRN, Hênio Ferreira, e dos superintendentes da Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc), Murillo Britto, e do Hospital Universitário Ana Bezerra (Huab), Cláudia de Rubim.

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, o Huol-UFRN é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

banersaomiguel

Comentários (0)

UFRN aprova criação de novos programas de pós-graduação

Imprimir
PDF

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), aprovou a criação de novos programas de pós-graduação em sessão extraordinária na última terça-feira, 31 de outubro. Um deles é destinado ao Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), para implantação do mestrado acadêmico em História.

Também foram aprovados os mestrados profissionais em Produção de Petróleo e Gás, vinculado ao Centro de Tecnologia (CT), e Segurança Pública, vinculado ao Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA). Já a pós-graduação em Ciências Odontológicas, nas modalidades mestrado e doutorado acadêmico, se dá a partir da fusão dos programas em Patologia Oral e Saúde Coletiva.

A consolidação dos programas ficará condicionada à aprovação da proposta pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC).

banersaomiguel

Comentários (0)

UFRN e Inep discutem atualização de classificação de cursos

Imprimir
PDF

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu na última sexta-feira, 27, a visita de representantes da Diretoria de Estudos Educacionais (DEED) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O grupo conheceu a equipe da UFRN responsável pelo projeto de revisão e atualização da tabela de classificação dos cursos de graduação e sequenciais, desenvolvido na Instituição após seleção em chamada pública do Inep.

A coordenadora geral do censo da educação superior, Laura Bernardes da Silva, aproveitou o momento para apresentar experiências da DEED com a classificação dos cursos e sanar dúvidas gerais da equipe da UFRN, coordenada pela professora Fernanda Pereira. Os representantes das duas instituições foram recebidos no gabinete da Reitoria pelo vice-reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, e após o momento deram andamento ao trabalho com as coordenações de área e equipe de apoio.

banner_carloschagas

Comentários (0)