Banner

Estadual

Banco do Nordeste inicia programa itinerante para divulgar linhas do FNE

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logoLevar conhecimento sobre as linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, FNE, a empreendedores de todos os municípios da área de atuação do Banco do Nordeste, composta pelos nove estados nordestinos, mais o Norte de Minas Gerais e Espírito Santo. É essa a ideia central do programa FNE Itinerante, que acontece desde 2009 e prioriza os municípios de baixa renda e/ou com a economia estagnada. No Rio Grande do Norte, o programa começa na próxima semana com três edições nas cidades de Afonso Bezerra, Severiano Melo e Carnaubais, respectivamente, nos dias 20, 21 e 22 de junho.

O FNE Itinerante tem o formato de um encontro de negócios, onde as informações institucionais do BNB e dos parceiros na ação, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RN), são repassadas aos convidados: micro, pequenos e médios empresários da cidade sede do evento e, eventualmente, municípios vizinhos. A divulgação das linhas de financiamento inclui o depoimento de  um empreendedor cliente do Banco e a assinatura de contrato de empréstimo.

Este ano, 15 municípios potiguares receberão a caravana do Programa, com a novidade da realização de dois eventos em Natal, em regiões onde os empreendedores têm mais dificuldades de acesso ao crédito. "No geral, os empresários natalenses têm um índice de 'bancarização' bem melhor que outras cidades contempladas com o FNE Itinerante, mas nós conseguimos identificar bolsões onde eles encontram dificuldades na obtenção de empréstimos", explica o gerente de Desenvolvimento Territorial, Agnelo Peixoto Neto.

[BANNER}

Comentários (0)

UFRN recebe Encontro Nacional de História a partir do dia 27 de junho

Imprimir
PDF

O Grupo de Pesquisa Espaços da Modernidade, do Departamento de História, da Universidade Federal do Rio grande do Norte (UFRN), realiza, entre os dias 27 e 30 deste mês, o I Encontro Nacional Espaços e Modernidade: Acervos, cidades, biografias e identidades. O evento acontece nos auditórios A, B e C do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA).

O encontro tem como objetivo debater, avaliar e divulgar o trabalho que é feito com os acervos documentais que possuem relação com aspectos da modernidade, como cidades, biografias e identidades. Além disso, também busca ampliar as discussões sobre as temáticas trabalhadas pelo Grupo de Pesquisa Espaços da Modernidade.

O evento terá a participação de pesquisadores de diferentes universidades e instituições do Brasil e conta com a realização de mesas-redondas e espaços para debates de grupos de trabalhos temáticos. As inscrições para ouvintes e para apresentação de trabalhos estão abertas até o dia 21 de junho.

As inscrições para ouvintes devem ser realizadas através da página do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). Já para os interessados em apresentar trabalhos, após se inscreverem no Sigaa, é necessário fazer ainda o cadastramento no site do encontro. Nessa mesma página está disponível toda a programação do evento. 

Outras informações podem ser obtidas através do e-mail encontroespacosemodernidade@gmail.com. 

Banner_EdipioNatan_484x68px

Comentários (0)

UFRN: Pós em Educação Física oferta especialização em Treinamento de Força

Imprimir
PDF

O Programa de Pós-Graduação em Educação Física, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), abre inscrições para o Curso de Especialização em Treinamento de Força. O curso é destinado aos portadores de diploma de curso superior em Educação Física, Fisioterapia ou Nutrição, outorgado por Instituição de Ensino Superior (IES) oficial ou reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

São oferecidas 85 vagas, sendo oito destinadas aos servidores técnico-administrativos e docentes do quadro ativo permanente da UFRN, conforme Programa de Qualificação Interna (PQI). Os interessados devem realizar inscrição via Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa).

Após o preenchimento do formulário será gerada uma Guia de Recolhimento da União (GRU) no valor de R$ 50, referente à taxa de inscrição. Os candidatos devem enviar comprovante de pagamento para treinamentoforca.ufrn.2017@gmail.comou ppgef@ufrnet.br. O valor do investimento na especialização é de 18 parcelas de R$ 315 a serem pagas até o dia 15 de cada mês. 

Mais informações podem ser obtidas na página do Sigaa ou pelo telefone (84) 3215-3451.

banner_carloschagas

Comentários (0)

Banco do Nordeste regulariza mais de 52 mil operações com produtores rurais

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logoO Banco do Nordeste já regularizou mais de 52 mil operações de dívidas rurais com base na Lei 13.340/2016 em área de atuação (Região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo). O montante renegociado supera R$ 2,4 bilhões. O instrumento permite que agricultores recebam descontos de até 95% em dívidas contratadas até 2011.

No Rio Grande do Norte, mais de 3.600 operações foram regularizadas. O total liquidado ou renegociado no Estado chega a R$ 116,1 milhões.

As vantagens da renegociação incluem, além dos descontos, a concessão de novo prazo para amortização, com vencimento da primeira parcela em 2021 e da última parcela em novembro de 2030, com processo simplificado de análise da dívida.

Os juros da renegociação variam de 0,5% ao ano, para agricultores familiares, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Assembleia realiza audiência pública sobre recursos para ciências no RN

Imprimir
PDF

Reitores e representantes das universidades públicas do estado e o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN), classificaram como "estado de indigência e penúria" a situação da pesquisa científica no RN. Eles participaram de encontro com parlamentares da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social, da Assembléia Legislativa do RN (ALRN) nesta quarta-feira, 7. Do encontro, resultou a proposição de uma audiência pública, marcada para o dia 22 de junho, quinta-feira, na sede do poder legislativo.

Ao falar sobre o orçamento destinado a ciência e tecnologia no RN, o presidente da FAPERN, Uílame Umbelino, historiou como instituições de ensino e de pesquisa europeias e asiáticas contribuem para o desenvolvimento dos dois continentes. "É o conhecimento que gera informações, tecnologias e inovação, como patentes, registros e outras criações. E tudo isso traz benefícios para o desenvolvimento humano e social".

Perdas para o RN

Propositor da audiência sobre recursos para os programas de desenvolvimento tecnológico, o deputado estadual Hermano Morais pontuou: "O nosso estado está perdendo recursos pela falta de contrapartida das parcerias com instituições que financiam projetos na área de ciência e tecnologia. O orçamento para o setor não é cumprido. Queremos reverter esse quadro, pois o Rio Grande do Norte tem um potencial muito grande para ser desenvolvido. É através do conhecimento que se conseguem riquezas".

O deputado estadual Fernando Mineiro, que conduziu o encontro, lembrou que, dos 12 milhões de reais orçamentários previstos para ciência e tecnologia em 2017, nada foi executado até o momento. "Estamos reunidos aqui para que haja aporte de recursos,  para que os projetos não fiquem parados nem o estado perca seus cientistas para outros estados", declarou.

Em nome dos reitores, a presidente do Fórum, Ângela Maria Paiva Cruz, expôs a gravidade da situação e citou que o RN tem 2 mil doutores, 82% deles titulados pela UFRN. A respeito desse recurso, advertiu: "O Rio Grande do Norte não tem valorizado o seu potencial de doutores e a indigência vai piorar se o estado não valorizar esse potencial". Ao final da audiência, a reitora deixou um recado: "A falta de investimento em pesquisa no Rio Grande do Norte gera perda para a produção do conhecimento científico e retarda mais ainda o desenvolvimento".

Novos passos

Do encontro de hoje, além da audiência pública na quinta-feira, 22, para aprofundar as discussões sobre a liberação de recursos ficou acertado uma reunião com o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias, deputado José Dias, para a colocação de emendas, e a inclusão de recursos na Lei Orçamentária para 2018.

Participaram do encontro os reitores das Universidades federais UFERSA e UFRN, Instituto Federal (IFRN) Universidade Estadual (UERN),o pró-reitor de Pesquisa da UERN, Vander Mendonça; o vice-reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo; o pró-reitor de Pós-graduação da UFRN, Rubens Maribondo, e o diretor administrativo da FAPERN, Paulo Waldemiro.

Banner_EdipioNatan_484x68px

Comentários (0)