Banner

Estadual

UFRN: Escola de Música promove intercâmbio de alunos para Itália

Imprimir
PDF

A Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) foi contemplada recentemente pelo Programa Erasmus KA 107, com financiamento de dois anos pela União Européia por meio do Conservatório Licinio Refice, da Itália. O intercâmbio promoveu a ida de dois alunos, dois professores e três servidores para o país europeu, e a vinda de dois professores e três administradores para a UFRN.

A parceria surgiu durante o evento Glomus realizado na UFRN, em janeiro. De acordo com o professor Fábio Presgrave, coordenador de Relações Internacionais da EMUFRN, o intercâmbio com a Itália significa uma nova dimensão para a produção artística e intelectual da escola.

"Temos atualmente acordos em andamento com Finlândia, Dinamarca e Alemanha que têm servido para alavancar o crescimento da EMUFRN, e a Itália por ser um pólo cultural importantíssimo trará à nossa escola importantes desenvolvimentos", considera o professor.

O Conservatório Licinio Refice, da cidade de Frosinone, na Itália, foi fundado em 1972 e se estabeleceu como um dos mais importantes cursos superiores de música. Atualmente conta com 1200 alunos e 130 professores, que atuam nas áreas de pesquisa, performance em música clássica e popular.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Iniciativas para segurança pública são discutidas na UFRN

Imprimir
PDF

Iniciativas voltadas à segurança pública foram discutidas em reunião nesta terça-feira, 15, entre o reitor em exercício da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, a secretária Sheila Freitas, da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SESED) e os superintendentes das polícias Federal e Rodoviária Federal, Wellington Clay Porcino e Marcelo Montenegro. Os gestores encaminharam a elaboração de uma proposta de pós-graduação em Segurança Pública e se encontrarão novamente em setembro para contribuir com o detalhamento do projeto, como forma de atender às necessidades do sistema.

Também ficou acertada a realização de um workshop sobre o tema ainda neste ano, com o intuito de qualificar e reunir pesquisadores da área. Atualmente, exitem 86 projetos de pesquisa e 112 de extensão na UFRN que abordam aspectos da segurança pública. Diante desses números, o superintendente da Polícia Federal sugeriu a criação de um grupo que aproxime todas as pessoas envolvidas nesses trabalhos, o que pode ser concretizado a partir do workshop idealizado pelo pró-reitor de Pesquisa da UFRN, Jorge Tarcísio Falcão.

"Conseguimos dar grandes passos nesse encontro, agora vamos realizar novos debates. A melhoria da segurança pública, também, é uma causa nossa, queremos nos engajar ativamente nesse processo", afirmou José Daniel Diniz Melo. Também participaram da reunião os pró-reitores de Pós-graduação, Rubens Maribondo do Nascimento, e de Assuntos Estudantis, Edmilson Lopes Júnior, além dos professores do Departamento de Políticas Públicas, Cláudio Roberto de Jesus, e do Instituto Metrópole Digital, Frederico Lopes.

supercopia_ok

Comentários (0)

“Médicos estão desistindo de fazer partos”, diz especialista

Imprimir
PDF

Dr_Flvio_Ibiapina

De acordo com o Ministério da Educação, o número de programas de residência médica em ginecologia e obstetrícia aumentou nos últimos 10 anos. No entanto, é crescente a quantidade de médicos que preferem atuar apenas na ginecologia, evitando o lado da especialidade que se ocupa da gravidez, do parto e do cuidado subsequente.

"Hoje, o médico faz papel de gestor. Para o parto acontecer, é necessário que mobilizemos a equipe, lutemos pela vaga no centro cirúrgico e, muitas vezes, tomemos inúmeras outras providências, numa especialidade já sobrecarregada de responsabilidades", diz o ginecologista e obstetra cearense Flávio Ibiapina, que tratou do tema "disponibilidade obstétrica" na 30ª Jornada de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Norte, que encerra nesta sexta-feira, 11, em Natal.

Para o especialista, esse é um cenário temerário para a saúde pública, para o interesse das pacientes e para a prática médica: "há necessidade de mudança em todas as realidades, desde o sistema público até o âmbito dos planos de saúde, sobretudo legitimando o acordo direto entre a paciente que quer determinar qual médico a acompanhará e esse profissional, pois o cuidado personalizado faz jus ao estabelecimento de termos entre as partes", explicou Ibiapina.

banner_carloschagas

Comentários (0)

PF cumpriu mandado no apartamento do Governador Robinson Faria

Imprimir
PDF

pfrobinsonO Blog de Heitor Gregório destaca que a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão neste momento no apartamento do Governador Robinson Faria.

Movimento intenso no Edifício Enseada dos Corais logo cedo.

Em instantes mais informações.

banner_carloschagas

Comentários (0)

Banco do Nordeste cresce volume de aplicações no primeiro semestre e atinge R$ 11,2 bilhões

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logo

O Banco do Nordeste contratou 2,4 milhões de operações de crédito no primeiro semestre de 2017, totalizando R$ 11,2 bilhões em investimentos na economia do Nordeste e norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O montante representa crescimento de 3,6% no volume contratado em relação ao mesmo período de 2016. O lucro líquido atingiu R$ 298 milhões, perfazendo acréscimo de 32,1% dentro do mesmo comparativo. As informações constam no balanço financeiro divulgado nesta sexta-feira, 11.

Especificamente no âmbito do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), principal fonte de recursos do Banco do Nordeste, os números apontam contratações de R$ 6,4 bilhões, sendo R$ 1,1 bilhão por meio do FNE Infraestrutura, destinados a projetos no setor de energia, e R$ 5,3 bilhões contratados em demais linhas de crédito do Fundo, evidenciando acréscimo de 5,7% na quantidade de financiamentos, totalizando 286,3 mil operações.

Empreendimentos rurais e urbanos de mini, micro, pequeno e pequeno-médio portes mobilizaram 68% do total de financiamentos contratados com recursos do FNE, exceto FNE Infraestrutura. O maior volume de recursos beneficiou agricultores familiares e micro e pequenas empresas (MPEs), expressando a dinâmica desses segmentos na economia regional.

No recorte por setor, a maior parte do crédito do FNE destinou-se aos setores Rural (soma de agricultura e pecuária, inclusive agricultura familiar) e Comércio e Serviços, que somaram 88,8% do volume de financiamentos. Ainda assim, em termos comparativos, o setor Rural registrou redução de 23,7% no valor das contratações, ao lado da Indústria (-24,5%) e do Turismo (-43,6%), ao passo que o setor Comércio e Serviços obteve elevação da ordem de 73,3%.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)