Banner

Assembleia Legislativa

Na Assembleia, bancos e poderes se unem para combater violência

Imprimir
PDF

BANCO

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sediou debate, por propositura do deputado Hermano Morais (PMDB), em torno da situação das agências bancárias destruídas no Estado, por conta da criminalidade. A audiência pública, promovida nesta sexta-feira (12), reuniu representantes de diversos municípios, agências bancárias e dos Correios, além de autoridades da segurança pública estadual. O número de ataques a agências bancárias e carros-fortes registrados este ano, em 27 cidades do RN, já chega a 36. Somando-se esses números aos ataques às agências dos Correios este ano, já são 54 ocorrências em 38 cidades potiguares.

"Além do clima de insegurança instalado por essas ações, a demora no restabelecimento dos serviços bancários causa prejuízos para os cidadãos, que precisam se deslocar para municípios vizinhos com a finalidade de resolver suas demandas bancárias e, por consequência, acaba aplicando seus recursos nestas outras cidades", justifica Hermano Morais.

Esse é o principal problema destacado pelo presidente da Federação dos Municípios do RN (Femurn), Benes Leocádio, que sugeriu a união entre os poderes e entes envolvidos para solucionar o problema. "Vivemos um momento de bastante apreensão. As cidades estão ficando sem instituições bancárias e sem serviços. As ocorrências já somam mais de três dezenas. Não é possível que estejamos regredindo à época em que precisávamos ir até a capital para usar agência bancária. É hora de darmos as mãos e dizer que alguma coisa precisa ser feita para ontem", sugeriu.

Representante da União dos Vereadores do RN, o vereador de São Paulo do Potengi Diogo Alves, destacou a situação de alerta permanente nos municípios potiguares. "A palavra que ecoa é: socorro. Pela incerteza do que pode acontecer na madrugada", destacou.

O coordenador do Sindicato dos Bancários, Gilberto Monteiro, ressaltou a importância dos bancos para a economia nacional e elencou o período que algumas agências bancárias permanecem fechadas. As agências das cidades de Acari, Lajes, Florânia, São Paulo do Potengi, Caraúbas e Touros estão fechadas há três ou até cinco meses. Esse período chega há 13 meses, como em Pedro Avelino e até 15 meses, que é o caso de Afonso Bezerra. "Sabemos que não existe uma solução simplista, mas precisamos de urgência", disse.

O primeiro representante das instituições financeiras alvo das ações dos bandidos a se pronunciar foi o diretor geral dos Correios, Rodrigo do Patrocínio Medeiros. O gestor destacou o investimento em segurança feito pela instituição. "Temos 182 agências no RN, dessas, 24% estão sem poder prestar o serviço por algum problema em decorrência de ação criminosa. O Correios investiu mais de R$ 10 milhões em segurança apenas no RN. Ainda não sabemos a solução, mas essa iniciativa é válida e a ideia de união entre os poderes e os entes é o que a gente precisa", disse.

O representante do Banco do Brasil, Luiz Gustavo Monteiro, destacou que o problema não é só do RN. "O Banco do Brasil tem sofrido em todo o país. A gente enfrenta uma onda de crime organizado e chegamos à conclusão que não conseguimos conter sozinhos", disse. Para Lamarck Rodrigues, gerente regional da Caixa Econômica Federal, além da preocupação com as questões de segurança, há a preocupação com a manutenção dos serviços. "Trabalhamos para que os serviços nas agências que sofrem ataques sejam reestabelecidos e a população não seja mais penalizada", disse.

Medidas

A segurança pública foi representada pelo Comando da Polícia Militar no Interior do estado, Polícia Civil e Secretaria Estadual de Segurança. Apesar de reconhecer que a situação é grave, o delegado da Divisão Especializada de Combate Ao Crime Organizado (Deicor), Marcuse de Oliveira Cabral, destacou que o número de crimes contra instituições financeiras no interior não aumentou em relação ao ano anterior, mas sim o potencial lesivo das ações. "A utilização do armamento pesado foi vulgarizada. Tem também o caráter interestadual das quadrilhas organizadas. Aqui destacamos a problemática de se investigar uma organização criminosa que tem ramificação em todos os estados", explicou.

O comandante da PM no interior, Tenente Coronel Mendonça, e o delegado da Polícia Civil Correia Júnior – representando a secretária estadual de Segurança Pública, Sheila Freitas - também participaram do debate. "O aumento das facções criminosas disseminaram suas ramificações em todos os estados e perceberam uma vulnerabilidade no Nordeste", disse.

A audiência pública foi acompanhada por representantes dos Poderes Executivo e Legislativo dos municípios atingidos, empresários, comerciantes, além de sindicatos e associações.

Comentários (0)

Dia das Mães dos servidores da Casa é marcado por celebração

Imprimir
PDF

MISSA

Uma missa com o padre Carlos Sávio, da Arquidiocese de Natal, marcou as comemorações do Dia das Mães da Assembleia Legislativa. O ato religioso, celebrado na manhã desta quinta-feira (11) no Auditório Cortez Pereira, contou com a presença dos deputados e servidores da Casa. Ao final da celebração, o presidente do Legislativo do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), deixou uma breve mensagem para os servidores.

Os deputados Gustavo Carvalho (PSDB), Cristiane Dantas (PCdoB), Márcia Maia (PSDB), Dison Lisboa (PSD) e Hermano Morais (PMDB) também participaram do evento.

Ao lado do auditório funcionou o Correio Divino, espaço para acolher as cartas que serão enviadas pelos Correios à residência das mães. Em seguida foi servido um café da manhã no Salão Nobre do Legislativo do RN, reunindo servidores de todos os setores.

Um dos pontos altos do momento de integração foi a cabine Instafotos, com a emissão de fotos instantâneas para registrar a data.

Comentários (0)

Assembleia promove debate nesta quarta-feira sobre a execução orçamentária do RN

Imprimir
PDF

SOARES

A situação financeira e fiscal do Rio Grande do Norte será tema de audiência pública nesta quarta-feira (10), às 14h30min, na Assembleia Legislativa. O debate na Casa é uma proposição do deputado George Soares (PR), em atendimento a pleito encaminhado ao parlamentar pelo Fórum de Servidores do Poder Executivo.

"O Rio Grande do Norte tem enfrentado sérios problemas de ordem financeira e fiscal, fator que vem prejudicando todos os segmentos governamentais da atual gestão. Diante desse quadro, é necessária a efetiva participação dos poderes públicos e a comunidade para debaterem as causas e buscarem alternativas visando solucionar os principais problemas que estão afetando a área econômica do Estado", justifica George Soares.

O deputado explica que o tema é uma preocupação dos parlamentares que compõem a Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) na Assembleia, a qual o deputado preside. "A Comissão de Finanças e Fiscalização vai coordenar esse debate com a participação do Fórum dos Servidores e com todas as entidades interessadas no assunto. Precisamos acompanhar a execução orçamentária pelo Executivo, que é uma função desta Comissão", afirma o deputado.

A CFF é formada ainda pelos deputados Tomba Farias (PSB), José Dias (PSDB), Getúlio Rêgo (DEM) e Dison Lisboa (PSD). No último ano, George Soares foi o relator na Casa Legislativa do Orçamento Geral do Estado para 2017.

Durante a audiência pública, está prevista a formação de uma comissão técnica para o acompanhamento do Orçamento Estadual, que terá a participação das entidades do Fórum. O debate vai contar com as presenças dos representantes das secretarias de Tributação; de Planejamento e Finanças; de Administração e Recursos Humanos; da Controladoria Geral do Estado; e Procuradoria Geral do Estado.

Comentários (0)

Presidente e deputados debatem com diretoria funcionamento do Hospital da PM

Imprimir
PDF

PM

O funcionamento do Hospital da Polícia Militar do RN foi tema de reunião na manhã desta quarta-feira (10) entre o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), os deputados Tomba Farias (PSB) e George Soares (PR), o secretário estadual de Planejamento, Gustavo Nogueira e uma comitiva formada por médicos da diretoria de Saúde da Polícia Militar. Em pauta, o funcionamento da unidade de saúde que está com pendencias de equipamentos de infraestrutura.

"Reforçamos o apoio do conjunto dos deputados na questão orçamentária da instituição para complementar a execução dos serviços de ampliação do Hospital Central Coronel Pedro Germano, mais conhecido como Hospital da Polícia Militar", explicou o presidente Ezequiel Ferreira. Ao secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, foi apresentada a possibilidade de remanejamento orçamentário de emendas parlamentares.

O diretor de saúde da PM, Roberto Galvão, pontuou a necessidade de se debater a questão da dotação orçamentária para conclusão da reforma do Hospital da PM.

"O atendimento está restrito a pouco mais da metade da capacidade. A UTI neonatal recebe os bebês nascidos em outros hospitais, mas a maternidade e a UTI adulta não funcionam. A reforma está parada porque a licitação para a climatização ainda não saiu do papel e o serviço, orçado em aproximadamente R$ 4,9 milhões, é fundamental para conclusão da obra do hospital", explicou o diretor de saúde da PM, Roberto Galvão.

Comentários (0)

Escola da Assembleia abre segunda turma de iniciação musical para crianças

Imprimir
PDF

CRIANAS

Considerando a importância que a música tem para as crianças desde os primeiros anos de vida, quando ocorre o desenvolvimento de determinadas capacidades artísticas, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por meio da Escola da Assembleia, volta a oferecer o curso de iniciação à música para crianças entre 3 e 7 anos. As aulas começam no dia 20 de maio, sábado, das 8h às 10h, na sede da Escola do Poder Legislativo.

"Esse curso, oferecido às crianças de 3 a 7 anos, evidencia o foco na educação com o fortalecimento da cultura potiguar, enraizado na Escola da Assembleia", destaca o diretor da Escola, Carlos Russo.

O professor Carlos Alberto de Freitas, mais conhecido como Carlos Zens, utilizará a linguagem da música, com vários instrumentos e elementos de efeitos visuais, como desenhos sobre percepções sonoras, proporcionando uma interação com a criança pelo lado lúdico e uma viagem rica de detalhes e informações dentro da diversidade brasileira em suas origens e matrizes étnicas.

"Dentro da metodologia, vamos aplicar a percepção e apreciação de forma lúdica onde as crianças possam desenvolver as criatividades espacial e sonora, motivação, coragem e gosto para a música como parte fundamental no desenvolvimento integral da criança a cada encontro", explica o músico.

As aulas pretendem, ainda, contribuir para o desenvolvimento do pensamento criativo da criança, utilizando a instrumentação do: canto, flauta (sopros e apitos, pássaros), violão, percussão, efeitos de vento, água, chuva, rio, pássaros, estrela, folhas, e com peças musicais infantis do cancioneiro potiguar brasileiro. Além de trabalhar a sensibilização, percepção, o ato de apreciar o que se vê, o ouvir, sentir, expressões vocais e corporais, movimentos unilaterais (descobrindo o espaço da sala) e desenhos sobre suas percepções.

Mais

Os interessados podem se dirigir à Escola da Assembleia, localizada à Rua Açu, 426, Tirol. As matrículas serão feitas das 8h às 15h. Mais informações: www.al.rn.gov.br/escola ou no 3232-1001.

Comentários (0)