Banner

ediponatan.com.br

06
Oct

Dia do Idoso é marcado por sessão solene na Assembleia Legislativa

Imprimir
PDF

assembleia_diadoidoso

Comemorado em 1º de outubro, o Dia do Idoso foi marcado por homenagens durante solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (6) na Assembleia Legislativa, numa iniciativa do deputado Hermano Morais (PMDB). A data foi instituída em alusão à entrada em vigor da Lei do Estatuto do Idoso, em 2003. O deputado destacou a necessidade de se criar novas formas de melhoria da qualidade de vida para este segmento da população que muito já contribuiu e ainda contribui com a sociedade.

"O aumento da expectativa de vida no Brasil é um desafio para toda a sociedade, que deve criar formas de melhorar a qualidade de vida destes que já viram muito da vida e ainda têm muito a ver. Os números mostram uma necessidade de novas e eficientes políticas públicas voltadas para este público, garantindo o seu bem-estar", destacou o parlamentar.

No Rio Grande do Norte vivem mais de 400 mil idosos, um aumento de mais de 38% em 10 anos. Hermano lembrou ações do seu mandato, como a criação de um Projeto de Lei que institui o Fundo Estadual da Pessoa Idosa (FUNEPI), que será destinado a financiar os programas e ações relativas à pessoa idosa. O objetivo é assegurar os seus direitos e criar condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade. O Projeto de Lei é fruto de uma audiência pública, com suporte da Comissão de Defesa e Amparo aos Direitos do Idoso (CDADI), da OAB/RN.

"Mesmo diante de tantas dificuldades, os idosos sempre têm muitas histórias para contar e muitas experiências para compartilhar: ensinamentos valiosos. Muitos deles conseguem superar a solidão, as limitações físicas e deixar boas energias por onde quer que passem. Uma fase da vida em que se pode ter a alegria da infância sem tantas responsabilidades peculiares à vida adulta. Uma vida leve e plena", disse o deputado.

Na solenidade foram homenageados a professora Etilde Gurgel Pinto Siqueira (ex-presidente do conselho do idoso da OAB), o padre Robério Camilo, do abrigo Espaço Solidário em Mãe Luiza; irmã Rita de Cássia Cerqueira, do Juvino Barreto, irmã Maria Enide Leite, do Dispensário Professor Pedro Gurgel em Caicó e Maria Margarida Simplício, ex-presidente da Comissão do Idoso da OAB.

Falando em nome dos demais homenageados, a professora Etilde Siqueira disse que o momento é de comemoração, mas também de reflexão sobre os desafios ainda existentes: "As políticas de proteção social precisam agora mais do que nunca de compromissos em defesa das pessoas idosas. Indagamos o que realmente tem sido feito. Como podemos formar uma rede de proteção, sem a garantia desses equipamentos?", questionou.

Etilde disse que muitas vezes a aposentadoria é a renda da família e mesmo assim os idosos são desconsiderados, sofrem maus tratos e preconceitos. "Não cumprir os direitos sociais e não atender as pessoas idosas nos seus direitos básicos também é uma violência. Certamente agradecemos as atenções que nos são dispensadas, mas continuaremos formando essa força como cidadãos de direito, pois assim estaremos atentos e sempre vigilantes", afirmou.

banner_odontopremium

Comentários (0)
19
Oct
23
Oct
28
May
01
May

BNB tem o menor número de reclamações entre instituições com mais de 4 milhões de clientes

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logoO Banco do Nordeste apresentou o menor número de reclamações entre Bancos e financeiras com mais de 4 milhões de clientes, no terceiro trimestre de 2017. No ranking, elaborado pelo Banco Central, desde o início do ano o BNB figura com o menor número de reclamações consideradas procedentes.

O ranking é formado a partir das demandas registradas pelo público e considera bancos comerciais, múltiplos, cooperativos, de investimento, filiais dos bancos estrangeiros, caixas econômicas, sociedades de crédito, financiamento e investimento (SCFI) e administradoras de consórcio.

O cálculo é feito a partir das demandas registradas pela internet, correspondência, telefone ou de forma presencial no Banco Central, realizado a partir do número de reclamações multiplicado por 1 milhão e dividido pela quantidade de clientes de cada instituição. No terceiro trimestre, o índice do BNB foi 0,32 (contra 41,16 do banco mais reclamado). As informações estão no site do Bacen.

supercopia_ok

Comentários (0)

Caixa pede desculpas por informações incorretas

Imprimir
PDF

O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, admitiu ontem que o banco liberou antecipadamente recursos do Bolsa Família e pediu desculpas pelas informações incorretas divulgadas na semana passada. No último dia 18, um boato sobre o fim do Bolsa Família provocou correria de beneficiários às agências da CEF para sacar o dinheiro. Na segunda-feira , o banco informou que antecipou a liberação do pagamento para evitar tumultos devido aos boatos. No entanto, no último dia 25, a Caixa, em comunicado, disse ter liberado os saques antecipados do programa na véspera do início dos boatos, no dia 17, em função de melhorias no cadastro de informações sociais.

O presidente negou ter ocorrido erro no sistema de pagamento do banco. Ele explicou que a instituição alterou o sistema de pagamento no dia 17 por causa da atualização do sistema de cadastro de informações sociais do governo federal, que fornece um número personalizado para cada cidadão inscrito em qualquer programa social da União. Em atualização desde março, o novo sistema substituiu o cadastro anterior, em vigor desde julho de 2000.

banner_odontopremium

Comentários (0)

IFRN Santa Cruz realiza evento sobre acessibilidade e inclusão feminina

Imprimir
PDF

mulhermileventooutubroBordados, panos de prato, agendas e objetos que representam não só uma feira solidária, mas o resgate da dignidade de cerca de vinte alunas do Curso de Reciclador do Programa Mulheres Mil. Com muita dedicação, cada uma delas ficou responsável por apresentar sua produção ao público que prestigiou a III Jornada de Diálogos sobre Acessibilidade e Inclusão, realizada entre a quarta (18) e a sexta 20/10, no Campus Santa Cruz.

A exposição aconteceu nos turnos matutino e vespertino próximo ao auditório. No Programa, durante seis meses, as estudantes assistem a aulas três vezes por semana, participam de oficinas de orientação e têm a chance de atuar como voluntárias em atividades de eventos institucionais. Além disso, as participantes podem agendar aulas para aprimorar as suas habilidades.

Conhecimento e volta por cima

Há vinte anos longe da escola, Francisca Crisanto (52) fez questão de agradecer ao Instituto pela oportunidade de se qualificar profissionalmente. "O IFRN abriu as portas pra gente. No curso, coloquei em prática habilidades que já tinha e busquei aprimorá-las ainda mais, tanto é que já estou produzindo bordados para vender. Já estou ganhando dinheiro", comemorou.

Ela destacou, ainda, o conhecimento que tem adquirido das disciplinas ministradas no curso. "Temos aulas de Português, Matemática, Segurança do Trabalho, aprendemos a calcular gastos, lucros... Estou adorando", completou.

Através do programa, em 2012, Josefa Félix (40) também abraçou a oportunidade de retomar os estudos. Hoje aluna do curso de Licenciatura em Física do Campus Santa Cruz e bolsista do Mulheres Mil, ela destacou a importância da iniciativa. "O melhor de tudo é ter a chance de voltar a estudar, inclusive, de poder participar de um projeto em que podemos reaproveitar materiais que antes iam para o lixo para produzir itens para venda e uso doméstico", contou.

"O Programa cumpre uma das finalidades da Instituição que é fomentar o desenvolvimento local. Podemos perceber isso quando disponibilizamos ofertas educacionais que elevam a escolaridade e preparam essas pessoas para o mundo do trabalho, sem contar, que, na verdade, estamos incluindo mulheres no mundo público, um espaço que, no passado, segundo inúmeros estudos no campo de gênero e educação, era reservado prioritariamente aos homens", comentou a pedagoga Rita de Cássia Rocha, atual coordenadora local do Mulheres Mil.

O Programa tem como objetivo oferecer cursos de profissionalização e complementação de estudos a mulheres em vulnerabilidade social. A oferta de Cursos de Formação Continuada (FIC) busca promover a autonomia da mulher e a criação de oportunidades no mercado para que consigam melhorar a qualidade de suas vidas e de suas comunidades.

O evento

A III Jornada de Diálogos sobre Acessibilidade e Inclusão (Jordai) tem como objetivo nortear os caminhos para a inclusão, principalmente, junto a profissionais que atuam na educação, na saúde e nos centros de atendimentos especializados, a assistentes sociais e familiares de pessoas com deficiência que, de alguma forma vivenciam a inclusão, seja cuidando de alguém ou sob cuidados.

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

América, primeiro campeão da Arena das Dunas

Imprimir
PDF

america-campeaoarenaO América fez valer sua vantagem no jogo final do campeonato estadual, empatou com o Globo por 0x0 e conquistou o primeiro título da história da Arena das Dunas, ontem. O público de 19 mil torcedores foi o maior registrado, até o momento, na nova praça esportiva de Natal.

"Quase 20 mil pessoas nos estádio e eles vieram aqui para nos ajudar e só tenho a agradecer aos nossos torcedores. Corro pelos torcedores, pela equipe e no América a união prevalece e por isso o título foi conquistado por nós", desabafou o atacante Rodrigo Pimpão.

Ficha técnica

América (0): Fernando Henrique; Fabinho, Cléber, Edson Rocha e Alex Barros; Márcio Passos, Jean Cléber, Val (Marcelinho) e Artur Maia; Rodrigo Pimpão (Adriano Pardal) e Max (Isac). Técnico: Oliveira Canindé.

Globo (0): Rafael; Geovane. Mercinho, Robson e Nininho (Didi

Potiguar); Ricardo Baiano (Ramon), Josicley, Renatinho Potiguar (Hendrich) e Miller; Ricardo Lopes e Rael. Técnico: Higor César.

Local: Arena das Dunas, Natal/RN

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Público: 19.449 torcedores

Renda: R$ 379. 765,00

banner_carloschagas

Comentários (0)