03
Ago

Em greve há 63 dias, os professores da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) chegam, nesta terça-feira (2), a mais um prazo dado ao Governo do Estado para se pronunciar sobre a pauta de reivindicações do movimento.

Diante da paralisação dos professores, a reitoria da UERN optou por congelar o calendário de atividades. Dentre as atividades suspensas estão o início do segundo semestre letivo de 2011, que estava marcado para esta segunda-feira, dia 1º de agosto.

As matrículas dos alunos veteranos deveriam ocorrer no período de 1 a 5 de agosto, mas também estão suspensas, bem como as aulas do segundo semestre de 2011 que deveriam iniciar no dia 08 de agosto.

De acordo com Telma Gurgel, integrante do comando da greve, esta seria a terceira negociação entre a Associações de Docentes da UERN (Aduern) e a Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos (Searh).

banner_carloschagas

Comentários (1)