30
Ago

O Governo do Estado deu entrada na tarde desta segunda-feira no Tribunal de Justiça do RN com uma ação pedido a ilegalidade da greve dos professores e servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do norte (UERN) que foi deflagrada há 90 dias prejudicando milhares de universitários.

A Associação dos Docentes da UERN realiza Assembleia Geral Extraordinária nesta terça-feira para avaliar o movimento. Caso o Governo do Estado envie resposta à última proposta apresentada pelo Sindicato, ela será submetida à apreciação da assembleia.

A proposta apresentada pela ADUERN solicita o reajuste de 14% para abril de 2012, o descontingenciamento do orçamento da UERN e o atendimento a pauta dos estudantes. Até semana passada, o Governo do Estado insistia no pagamento de somente 10,65%, o que não contempla a inflação acumulada do período.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)