RN no G1

Últimas notícias de Natal e todo o estado do RN. Acompanhe informações de trânsito, tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas da Inter TV Cabugi
G1 > Rio Grande do Norte

  1. De acordo com decreto do estado, estabelecimentos podem funcionar com serviço de delivery. Alguns bares e restaurantes seguem decreto municipal e abrem portas ao público. Restaurantes em Natal fecham em primeiro domingo com toque de recolher integral no RN Lucas Cortez Alguns dos principais restaurantes de Natal decidiram fechar as portas ao público neste domingo (7). Os estabelecimentos tomaram esta medida após o decreto de toque de recolher integral aos domingos, anunciado pelo governo do estado na última sexta-feira (5). Segundo a publicação, os restaurantes podem funcionar apenas para a retirada de pedidos e delivery. Não pode haver consumo de bebidas e alimentos no local. Restaurante Camarões abre apenas para delivery neste domingo (6) Lucas Cortez Restaurantes como o Tábua de Carne, Camarões (unidade Roberto Freire) e Fogo & Chama abriram apenas o serviço de entrega de refeições. O Mangai de Ponta Negra ficou totalmente fechado. O Camarões Potiguar, também localizado em Ponta Negra, suspendeu as atividades temporariamente. Governo do RN anuncia toque de recolher integral no domingo e das 20h às 6h nos outros dias da semana Confira o que diz o decreto que amplia o toque de recolher no Rio Grande do Norte Supermercados, feiras livres e farmácias: veja o que pode abrir no primeiro domingo com toque de recolher 'integral' no RN Em novo decreto, prefeito de Natal permite funcionamento de bares e restaurantes até 21h No sábado (6), a prefeitura de Natal publicou novo decreto que autoriza o funcionamento de restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, food parks e similares das 11h às 21h, todos os dias da semana. Na Avenida Engenheiro Roberto Freire, a churrascaria Sal e Brasa seguiu o decreto municipal, conforme divulgou em uma rede social, e se manteve aberta para os clientes. O restaurante Ô Bar, em Ponta Negra, também anunciou que abrirá normalmente neste domingo. Os estabelecimentos devem seguir protocolos sanitários definidos pela prefeitura. Restaurante segue decreto municipal e abre ao público em Natal Lucas Cortez O restaurante Divino Camarão, localizado no bairro de Candelária, comunicou a suspensão temporária do atendimento físico, funcionando apenas no delivery por tempo indeterminado. "Momento difícil, mas que precisamos priorizar a saúde e vida das pessoas", diz a postagem da empresa em uma rede social. a

  2. Decisão anunciada em decreto considera os períodos das 6h às 8h e das 17h às 19h. Prefeitura de Natal anuncia medida que suspende benefícios em horários de pico Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi O novo decreto da Prefeitura de Natal, publicado no sábado (6), aponta a suspensão dos benefícios de gratuidade para idosos e de meia passagem estudantil - excetuados os estudantes em regime presencial - nos horários de pico do transporte público. A edição especial do Diário Oficial do Município destaca que a medida tem o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas. A prefeitura considerou os horários de pico dos dias úteis, das 6h às 8h e das 17h às 19h. Nestes dois períodos, ficam suspensos o uso dos dois benefícios. Segundo o decreto, a "operação do serviço de transporte público coletivo de passageiros poderá sofrer alterações a qualquer tempo, de horários, viagens, frequências e frota". A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) vai disciplinar a aplicação desta medida. Decreto da prefeitura de Natal trata sobre transporte público Reprodução Em novo decreto, prefeito de Natal permite funcionamento de bares e restaurantes até 21h Na última quinta-feira (4), a STTU anunciou o aumento do número de viagens realizadas por 15 linhas nos horários de pico para tentar reduzir as aglomerações de passageiros. Com o aumento de casos da doença e superlotação dos leitos no estado, passageiros passaram a temer ainda mais a contaminação nos ônibus lotados. Na sexta-feira (5), motoristas de ônibus reclamaram desta medida e pararam de rodar em dois protestos realizados nas proximidades do Viaduto do Baldo, na Zona Leste de Natal, bloqueando parte da passagem dos demais veículos. Segundo a STTU, 15 linhas passarão pela mudança e, com isso, os ônibus passarão com diferença de 12 minutos entre cada viagem: N-73 - Santarém/Ponta Negra S-50 Serrambi/Santa Catarina N-08 Redinha/Mirassol via Rodoviária N-29 Nova Natal/Nova Descoberta N-60 Pajuçara/Mirassol N-64 Nova Natal/Petrópolis N-43 Nova Natal/Midway via Alecrim N-07 Alvorada IV/Cidade Jardim N-77 Parque dos Coqueiro/Mirassol N-79 Parque das Dunas/Mirassol N-84 Soledade/Petrópolis N-35 Soledade/Candelária via avenida Prudente de Morais N-02 Gramoré/Midway N-15 Pajuçara/Petrópolis N-75 Parque das Dunas/Alecrim O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  3. Para os agricultores, a chuva chegou atrasada na região Oeste do Rio Grande do Norte. Em Mossoró, agricultores começam a plantar com a chegada do período de chuvas Inter TV Costa Branca Bastaram as primeiras chuvas do ano para que a terra fosse cortada e preparada para receber as sementes no assentamento Hipólito, na zona rural de Mossoró. O chão molhado dá o sinal para o agricultor começar os trabalhos. Depois do trator, é a vez da matraca ser usada. É com a ajuda desse equipamento que as sementes de feijão vão para a terra. "Seu" Antônio Saraiva estava ansioso esperando pelo momento certo de começar a plantar. "O inverno só veio agora. A gente esperou chuva em janeiro e em fevereiro, mas não veio. Então, quando começou a chover, a gente veio para dentro do roçado", disse o agricultor. Na área de um hectare, o plantio será de feijão. O agricultor usou quatro quilos de sementes. O milho será plantado em outra área maior, de três hectares. Toda a produção será para alimentar a família e complementar na ração dos bichos ao longo do ano. Quem também começou o plantio foi Denilson Rocha. O jovem agricultor tem uma área que divide com o pai e outros familiares. Ele conta que a quantidade plantada este ano será menor que a de 2020. "Muita gente diminuiu o plantio de feijão e milho por causa da falta de chuva nos meses de janeiro e fevereiro", explica. Em Mossoró, o acumulado de chuva, até agora, foi de 144 milímetros. Para os agricultores, a chuva chegou atrasada, no fim do mês de fevereiro, início do mês de março. Segundo as análises meteorológicas, o período chuvoso deve ficar dentro da média histórica ou abaixo. Na região Oeste, a média esperada de chuva é 479 milímetros. Um pouco acima da média estadual estimada em 432 milímetros até maio, quando se encerra a quadra chuvosa. Se as previsões vão se cumprir, só o tempo pode dizer. Enquanto isso, quem vive do campo e da promessa de dias sempre melhores, não perde a esperança de uma boa colheita. O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  4. Moradores de comunidades rurais na região Oeste Potiguar aprendem a produzir mudas. Parque da Furna Feia inicia projeto de recuperação da caatinga no RN Inter TV Costa Branca Até pouco meses atrás, uma parte da propriedade da família de Heitor da Silva, na comunidade Vila Nova I, zona rural de Baraúna, não era aproveitada. Agora, abriga mudas de plantas nativas da caatinga. A produção de mudas é uma atividade nova para o agricultor de apenas 18 anos. Junto com a família, ele recebeu capacitação para aprender a produzi-las, em trabalho desenvolvido pela ONG SOS Sertão. As sementes vêm do Parque Nacional da Furna Feia. Os moradores das comunidades rurais participam do projeto com a coleta das sementes e os cuidados para produção das mudas. Quando elas estão prontas, são vendidas para a ONG. Cada uma custa R$ 3. Uma renda extra num momento importante. "Nesse tempo mais seco, o dinheiro diminui porque tem que comprar comida para os bichos, não tem como plantar, então as mudas trazem esse dinheiro a mais pra gente. Todo dinheiro é bem-vindo", comemora o jovem agricultor. A iniciativa faz parte do projeto Furna Feia, que tem o objetivo de recuperar parte da caatinga devastada do parque que leva o mesmo nome. Heitor da Silva produz mudas na comunidade Vila Nova I, zona rural de Baraúna Inter TV Costa Branca O Parque Nacional da Furna Feia é uma unidade de conservação ambiental administrada pelo Instituto Chico Mendes. A reserva fica entre os municípios de Mossoró e Baraúna, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Com uma área de quase 8,5 mil hectares, o parque abriga uma rica biodiversidade da caatinga, além de um complexo de cavernas. Com esse trabalho, a expectativa da ONG é plantar 135 mil mudas até o início de 2023. "Nosso projeto terá duração de dois anos. Nesse tempo, a gente pretende desenvolver essas mudas para começar o trabalho de recuperação do parque. É um pontapé inicial apenas", explica David Oliveira, biólogo da ONG SOS Sertão. O objetivo do projeto é recuperar 106 hectares, mas é só o início do trabalho. De acordo com o levantamento do projeto, o Parque da Furna Feia possui 400 hectares de área devastada. Cada hectare equivale a cerca de um campo de futebol. Atualmente, sete famílias estão participando da produção de mudas, mas a expectativa é que a quantidade aumente. Durante a capacitação que aconteceu online por causa da pandemia, 90 pessoas das comunidades participaram das aulas e 60 concluíram a aprendizagem. Sete famílias estão participando da produção de mudas Inter TV Costa Branca "É muito bom ver a comunidade participando como agente ativo de tudo isso. Eles vivem aqui e conhecem a realidade do parque. Isso faz com que os moradores das comunidades próximas ao Parque da Furna Feia se sintam parte desse projeto", explica Lúcia Guaraldo, analista ambiental do Instituto Chico Mendes (ICMBio), responsável pelo parque. O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  5. Gastrólogo Alexandre Dantas apresentou a receita no Inter TV Rural deste domingo (6). Veja a receitado pão de tapioca com queijo de manteiga Inter TV Costa Branca O pão com queijo está sempre presente no cardápio dos nordestinos e, junto com a tapioca, vai bem no café da manhã, lanche da tarde e até no jantar. Pensando nisso, o gastrólogo Alexandre Dantas teve a ideia de criar um pão de tapioca recheado com queijo de manteiga. O processo é simples. O pão fica parecido com o pão de queijo e tem o sabor dos ingredientes que fazem parte da gastronomia potiguar. Confira a receita divulgada no Inter TV Rural deste domingo (6). Ingredientes 500 g de goma de tapioca hidratada 500 ml de leite 2 ovos inteiros 100 g de queijo de manteiga 50 g ou 4 colheres de sopa de manteiga da terra 15 ml de óleo de soja 10 g ou uma colher de chá de sal 1 gema para pincelar Modo de preparo O primeiro passo é desidratar a goma de tapioca no forno. Pra isso, vamos peneirar a goma e espalhar ela já peneirada em uma forma de alumínio. A goma deve ser espalhada em toda superfície do fundo da forma deixando a camada uniforme. Depois ela deve ser levada ao forno preaquecido a 200° de 15 a 20 minutos, ou até que a massa fique bem seca e quebradiça, mas sem deixar queimar. Enquanto a goma assa, em um recipiente colocamos o leite, os ovos, a manteiga de garrafa e também o sal. Depois misturamos tudo com a ajuda de um garfo. O ideal é que todos esses ingredientes estejam em temperatura ambiente. Depois de misturar, reservamos. É hora de retirar a goma do forno. Quando ela estiver morna, vamos quebrar a goma em pedaços com as mãos formando uma espécie de farinha bem granulada. O próximo passo é adicionar essa farinha aos ingredientes líquidos que foram misturados anteriormente. Podemos usar as mãos, se for necessário, pra desfazer os pedaços maiores da farinha. Misturamos até deixar a massa bem homogênea e lisa. Depois fechamos o recipiente com um plástico filme e levamos a geladeira para descansar por pelo menos 30 minutos. Depois de 30 minutos na geladeira, a massa fica em uma consistência que não gruda nas mãos. É necessário sovar um pouco pra deixar a massa bem uniforme. Depois podemos modelar os pães do formato de preferência. Mas, é importante que eles tenham mais ou menos o mesmo tamanho para assar por igual. Depois de abrir a massa, recheamos com os pedaços de queijo e fechamos bem fechada. Depois que estiveram no formato escolhido , vamos pincelar com a gema e fazer um pequeno corte na parte de cima da massa, semelhante ao do pão francês, pra deixar a aparência mais bonita. É preciso assar em forno aquecido por 200 graus por cerca de 30 minutos ou até que fiquem levemente dourados. Depois é só retirar do forno e consumir. O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  6. Condutor do veículo deixou o local antes da chegada da Polícia Militar. Motorista perde controle do carro e derruba poste na marginal da BR-101, em Natal Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Um acidente foi registrado na noite de sábado (6), na Zona Sul de Natal, próximo ao viaduto de Ponta Negra. Um motorista perdeu o controle do carro e derrubou um poste na marginal da BR-101, no sentido Ponta Negra-Candelária, em frente à Árvore de Mirassol. A parte dianteira do veículo ficou destruída. O condutor deixou o local antes da chegada da Polícia Militar. Na sequência, outro carro ainda passou por cima do poste - o motorista não viu a tempo - e furou os quatro pneus. Segundo a Polícia Militar, que bloqueou a pista para a retirada do poste, outros motoristas afirmaram que o veículo envolvido no acidente vinha em alta velocidade desde Ponta Negra. Ainda de acordo com a PM, pessoas que estavam no local contaram que o motorista do carro branco foi levado por um amigo, com possíveis sinais de embriaguez e aparentemente sem ferimentos graves. Polícia bloqueou acesso à marginal para que poste fosse retirado Julianne Barreto/Inter TV Cabugi O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  7. Prefeitura não segue o decreto do estado, que prevê toque de recolher das 20h às 6h, de segunda a sábado, e integral aos domingos. Prefeitura permite funcionamento de bares e restaurantes até 21h, todos os dias da semana Sérgio Henrique Santos O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu as recomendações e determinação do governo do estado para o toque de recolher das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos. A edição especial do Diário Oficial do Município apresenta a lista de horários de funcionamento do comércio local (veja abaixo). Contrariando o decreto do estado, a prefeitura permite o funcionamento de bares e restaurantes até 21h, todos os dias da semana, e de shoppings centers, inclusive praças de alimentação, também todos os dias, no horário das 9h às 20h. Horários de funcionamento de acordo com novo decreto da prefeitura Apesar da permissão da prefeitura, os maiores shoppings de Natal - Midway Mall, Natal Shoping, Cidade Jardim, Partage Norte Shopping e Praia Shopping - divulgaram comunicados que estarão fechados aos domingos temporariamente. Além do prefeito Álvaro Dias, assinam o decreto o presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, Anteomar Pereira da Silva; o presidente da Associação dos Municípios da Micro Região Seridó Oriental (AMSO), Fernando Antônio Bezerra; o presidente da Associação dos Municípios do Litoral Agreste Potiguar (Amlap), Fernando Luiz Teixeira de Carvalho; o presidente da Associação dos Municípios do Seridó (AMS), Ivanildo Araújo de Albuquerque Filho; e o presidente da Associação dos Municípios do Oeste Potiguar (AMOP), Rivelino Câmara. Transporte público Em trecho que trata sobre o transporte público, a prefeitura suspendeu nos chamados horários de pico dos dias úteis - das 6h às 8h e das 17h às 19h - o uso do benefício da gratuidade concedido a idosos; e o uso do benefício da meia passagem estudantil, excetuados os estudantes em regime presencial. Segundo o decreto, o objetivo é evitar a aglomeração de pessoas. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) vai disciplinar a aplicação desta medida. Decreto da prefeitura de Natal trata sobre transporte público Reprodução O decreto da prefeitura autoriza ainda a abertura e funcionamento das igrejas, templos e demais locais de rituais religiosos para a realização de missas, cultos e rituais de qualquer credo ou religião, com limite de 25% da capacidade do local. Manteve também a autorização de abertura e funcionamento das escolas de ensino médio, fundamental e infantil da rede privada e das instituições de ensino superior para a realização de aulas presenciais, desde que atendidas as regras e protocolos sanitários. Decreto do estado Pelo decreto publicado na última sexta-feira (6), o Rio Grande do Norte terá neste domingo (7) o primeiro dia de toque de recolher integral, de 24 horas, em todo o território estadual. Nos demais dias da semana, a circulação de pessoas fica proibida das 20h às 6h, a fim de evitar aglomerações e contaminação pelo novo coronavírus. A publicação autoriza o funcionamento de serviços essenciais e de alimentação, mas sem consumo de bebidas e alimentos no local (só para retirada e delivery). Neste ponto, podem funcionar supermercados, feiras livres, mercados, padarias e demais estabelecimentos voltados ao abastecimento alimentar (veja o decreto na íntegra). Também podem funcionar: serviços públicos essenciais (saúde, segurança, entre outros); farmácias; indústrias; postos de combustíveis; hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência; laboratórios de análises clínicas; segurança privada; imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral; funerárias; exercício da advocacia na defesa da liberdade individual; serviços de alimentação, exclusivamente para delivery; serviços de transporte de passageiros; construção civil, serviços de manutenção predial e prevenção a incêndios; processamento de dados relacionados às atividades dispostas neste parágrafo; preparação, gravação e transmissão de celebrações religiosas pela internet; serviços de suporte portuário, aeroportuário e rodoviário; cadeia de abastecimento e logística. O prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou novo decreto neste sábado (6) e não seguiu s determinado pelo governo do estado, das 20h às 6h, de segunda a sábado, e durante todo o dia, aos domingos.

  8. Não havia ninguém no apartamento no momento do incêndio e não houve feridos. Incêndio atinge apartamento no 11º andar de prédio residencial em Natal Um incêndio atingiu um apartamento em um prédio residencial, na Zona Sul de Natal, na tarde deste sábado (6). O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar as chamas. Não houve feridos. O condomínio fica no Conjunto Cidade Satélite. De acordo com moradores, o fogo começou por volta das 14h no apartamento que fica no 11º andar de uma das três torres do condomínio. De acordo com a administração do condomínio, não havia ninguém no apartamento quando o incêndio começou. "Quando o morador chegou ele ficou nervoso e passou mal, mas já está bem", disse Diana Carla, administradora do local. Três equipes do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. Os apartamentos de duas torres do condomínio precisaram ser evacuados, mas foram liberados após o controle das chamas. Uma equipe do Samu ficou de prontidão no local, mas não precisou atender ninguém. Incêndio atingiu apartamento em prédio residencial de Natal Reprodução/Redes Sociais

  9. Município determinou fechamento da orla para evitar aglomerações nos finais de semana e feriados. Capital enfrenta lotação de leitos durante pandemia da Covid-19. Praia de Ponta Negra, em Natal, no segundo fim de semana com fechamento da orla e proibição de funcionamento de quiosques. Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi No segundo final de semana com vigência de decreto municipal que determina fechamento da orla das praias urbanas de Natal, ainda havia movimento de pessoas que foram tomar banho de mar com familiares e amigos. O movimento, no entanto, era pequeno, no início da tarde deste sábado (7). Em Ponta Negra, não havia barracas de praias dos quiosques, que montam as estruturas na faixa de areia por toda a extensão do calçadão. O decreto municipal determinou fechamento dos estabelecimentos durante os sábados e domingos, porém bares e restaurantes funcionam na avenida Erivan França. Praia de Ponta Negra durante segundo fim de semana com fechamento da orla em Natal. Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi O acesso de carro também foi fechado na praia e a Secretaria de Mobilidade Urbana proibiu o estacionamento de veículos no calçadão, com instalação de cones. Por volta de 12h30, porém, a Inter TV Cabugi não encontrou nenhuma fiscalização no local. Como forma de tentar reduzir as aglomerações e a contaminação pelo novo coronavírus, a prefeitura determinou fechamento da orla em em decreto publicado no último sábado (27). Vagas interditadas para estacionamento na orla de Ponta Negra, após prefeitura de Natal determinar fechamento das praias nos finais de semana. Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi Veja como funciona o fechamento da orla Fica proibida a concentração, circulação e permanência de pessoas nas praias urbanas durante os sábados, domingos e feriados, exceto para prática de caminhadas ou atividades esportivas individuais. Quiosques localizados nas praias podem funcionar de segunda a sexta-feira, mas devem fechar nos finais de semanas e feriados. A venda de bebidas alcoólicas segue proibida entre 22h e 6h em qualquer dia da semana. As secretarias de Mobilidade Urbana e Defesa ficam autorizadas a fechar ruas de acesso às praias urbanas. O município poderá proibir estacionamento nas proximidades das praias. A medida foi adotada pela prefeitura após recomendação do governo do estado, por causa da situção da pandemia no Rio Grande do Norte. O estado conta com ocupação de leitos de UTI acima de 93% e lista de espera maior que o de vagas disponíveis no sistema de saúde. Nesta sexta-feira (5), o governo do estado determinou toque de recolher das 20h às 6h durante os dias de semana e integral (de 24 horas) nos dias de domingo.

  10. Serviços considerados essenciais poderão abrir durante o domingo (7). Supermercados de Natal ficaram cheios neste sábado (6). Reprodução Após o decreto publicado na última sexta-feira (6), o Rio Grande do Norte terá neste domingo (7) o primeiro dia de toque de recolher integral, de 24 horas, em todo o território estadual. Nos demais dias da semana, a circulação de pessoas fica proibida das 20h às 6h, a fim de evitar aglomerações e contaminação pelo novo coronavírus. A divulgação da norma gerou uma grande movimentação nos supermercados da capital neste sábado (6), porém, os estabelecimentos que lidam com abastecimento de alimentação poderão abrir mesmo durante o período de toque de recolher. No entanto, o decreto não especifica como o cidadão vai comprovar que está se dirigindo para um serviço essencial. O G1 separou as atividades que podem funcionar durante o toque de recolher. Confira abaixo. Podem funcionar: Supermercados Feiras livres, mercados, padarias demais estabelecimentos voltados ao abastecimento alimentar, De acordo com o decreto, esses estabelecimentos poderão funcionar aos domingos entre 6h e 20h, mas o consumo de bebidas e alimentos no local fica proibido. Veja o decreto na íntegra. Também podem funcionar: serviços públicos essenciais (saúde, segurança, entre outros); farmácias; indústrias; postos de combustíveis; hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência; laboratórios de análises clínicas; segurança privada; imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral; funerárias; exercício da advocacia na defesa da liberdade individual; serviços de alimentação, exclusivamente para delivery; serviços de transporte de passageiros; construção civil, serviços de manutenção predial e prevenção a incêndios; processamento de dados relacionados às atividades dispostas neste parágrafo; preparação, gravação e transmissão de celebrações religiosas pela internet; serviços de suporte portuário, aeroportuário e rodoviário; cadeia de abastecimento e logística. As medidas determinadas pelo decreto valem até o próximo dia 17 de março. Atualmente, estado tem uma ocupação de leitos acima de 93% e fila de espera por UTI maior que o número de equipamentos disponíveis na rede pública. A rede privada também está lotada. O decreto também mantém proibição de realização de missas e cultos religiosos em formato presencial, além de aulas e funcionamento de parques públicos e outros estabelecimentos.