RN no G1

Últimas notícias de Natal e todo o estado do RN. Acompanhe informações de trânsito, tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas da Inter TV Cabugi.
g1 > Rio Grande do Norte

  1. Suspeito de 29 anos foi preso em flagrante no município de Parnamirim, na região metropolitana. Havia duas pedras grandes de crack e balanças de precisão também no imóvel. Droga foi encontrada dentro de casa em construção em Parnamirim Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Policiais da Força Tática da Polícia Militar (PM) prenderam em flagrante um homem de 29 anos na noite desta sexta-feira (26) ao descobrirem que ele armazenava quase 60 quilos de maconha dentro de uma casa em construção no município de Parnamirim, na Grande Natal. O imóvel fica numa região conhecida como Bosque Brasil, já no limite com o município de Macaíba. A casa tinha, inclusive, uma piscina já instalada. Dentro da casa, que era construída pelo próprio suspeito, os policiais encontraram 59 tabletes de maconha - cada um com um quilo. Havia na fossa da casa também outros sacos de drogas em porções menores. Os policiais acharam também duas pedras grandes de crack e duas balanças de precisão, comumente usadas para pesar as drogas. Ao ser preso, o homem confessou aos policiais militares que estava construindo o imóvel com dinheiro oriundo do tráfico de drogas, que era a única fonte de renda que ele possuía. Droga estava escondida dentro da casa em Parnamirim Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Vídeos mais assistidos do g1 RN

  2. Caso aconteceu na noite desta sexta-feira (26) no bairro Capim Macio, na Zona Sul da capital. Pelo menos 11 pessoas foram vítimas da ação dos criminosos, que levaram celulares e chaves de carro. Assalto em Capim Macio, na Zona Sul de Natal Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Bandidos fizeram um arrastão em uma loja de cosméticos no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal, na noite desta sexta-feira (26) e levaram celulares, chaves de carros e pertences de pelo menos 11 vítimas, entre clientes e funcionários. Um dos criminosos entrou no ambiente, que fica no primeiro andar, e o comparsa o aguardou em uma moto do lado de fora para a fuga. Após o assalto, eles fizeram uma das vítimas refém e a levaram até uma agência bancária próxima exigindo que ela retirasse dinheiro da conta bancária. Foi neste momento que policiais militares chegaram, cercaram a agência e interromperam a ação criminosa. Os bandidos fugiram sem levar o dinheiro. A vítima registrou o caso na Central de Flagrantes e contou que nunca havia sido assaltada antes. Ela, que preferiu não se identificar, se mostrou indignada com a insegurança. Bandidos levaram refém para sacar dinheiro em agência bancária na Zona Sul de Natal Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Vídeos mais assistidos do g1 RN

  3. Cidades querem reduzir o número de pessoas número de pessoas com a D2 atrasada e aumentar aplicação da primeira dose e dose de reforço. Vacinação contra Covid-19 em Natal Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi Natal e os municípios de São Gonçalo do Amarante e Parnamirim, na região metropolitana, estão fazendo neste sábado (27) o dia D de vacinação contra a Covid-19. As cidades abriram mais pontos de imunização neste dia e esperam aumentar o número de vacinados com a primeira dose e a dose de reforço e reduzir o número de atrasados da segunda dose (veja abaixo quem pode ser vacinado em cada lugar). LEIA TAMBÉM 263 mil potiguares estão com a 2ª dose atrasada Natal Em Natal, todas as salas de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) funcionam das 8h às 12h. Além disso, os drives do Via Direta e Nélio Dias seguirão com funcionamento das 8h às 16h e o trailer instalado na Árvore de Mirassol, das 18h às 22h. É necessário levar documento com foto, comprovante de residência e cartão de vacinação para ser vacinado. Quem pode se vacinar (Natal) Primeira dose Em Natal, qualquer pessoa a partir dos 12 anos pode se vacinar com a primeira dose. Segunda dose Quem tomou a primeira dose de Oxford/AstraZeneca até 20 de setembro já pode receber a segunda dose. Quem tomou a primeira de Pfizer até 30 de setembro também já pode ser imunizado com a segunda dose. Para CoronaVac, o prazo é de 28 dias da primeira aplicação. Dose de reforço Também acontece a aplicação da dose de reforço para pessoas acima de 60 anos de idade que foram vacinadas há pelo menos cinco meses com as duas doses Trabalhadores de saúde vacinados há mais de seis meses Imunossuprimidos vacinados há 28 dias. Parnamirim Funcionam 28 UBS das 8h às 12h, e mais dois pontos extras, no Nordestão e na Escola Costa e Silva das 8h às 14h. A partir deste sábado, será administrada a dose de reforço em toda a população a partir dos 50 anos para quem tomou a D2 há pelo menos 5 meses Quem pode se vacinar (Parnamirim) Primeira dose Vacinação de toda a população a partir dos 12 ANOS. Segunda dose Quem tomou a primeira dose de Oxford/AstraZeneca há 90 dias. Quem tomou a primeira dose de Pfizer há 4O dias. Quem tomou a primeira dose de CoronaVac há 28 dias. Dose de reforço Idosos a partir dos 50 anos com intervalo de 5 meses desde a aplicação da segunda dose. Profissionais da saúde que tomaram a segunda dose há 5 meses. Imunossuprimidos que tomaram a D2 há 28 dias São Gonçalo do Amarante As unidades de saúde funcionam das 7h30 às 12h. O município também vai disponibilizar teste rápido para Covid-19 a toda população. Não é preciso estar sintomático ou ter alguma prescrição médica para se testar - a demanda é livre. As vacinas e os testes vão estar disponíveis na unidades de saúde de Jardim Lola, Amarante, Novo Santo Antônio, Golandim I, Cidade das Flores, Centro e Ruy Pereira. A prefeitura também ampliou a dose de reforço para o público a partir de 18 anos que já recebeu a segunda dose há pelo menos cinco meses. Antes, essa dose era restrita a pessoas acima de 60 anos. Quem pode se vacinar (São Gonçalo do Amarante) Dose de reforço Pessoas acima de 18 anos e trabalhadores da saúde (atuando nos serviços de SGA) que completaram 5 meses da segunda dose; Pessoas com imunossupressão que tomaram a D2 nos últimos 28 dias. Segunda dose Oxford/AstraZeneca para quem tomou a D1 até dia 4 de outubro Pfizer para quem tomou a D1 até dia 4 de outubro CoronaVac para quem tomou a D1 nos últimos 28 dias. Primeira dose População acima de 12 anos. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  4. Cantor apresenta trabalho com quatro canções, sendo três autorais e uma releitura de 'Coração', de Dorgival Dantas. Filipe Toca lança EP Diego Marcel O cantor potiguar Filipe Toca lançou esta semana o primeiro EP da carreira. O trabalho está disponíbel nas principais plataformas digitais e reúne músicas que trazem a identidade construída no último ano, com a sua participação no The Voice Brasil. Foram selecionadas quatro faixas, sendo três de sua autoria, além de "Coração", do seu conterrâneo Dorgival Dantas, que ganhou uma releitura especial. "Esse é o meu primeiro EP, então dá aquele friozinho na barriga pro lançamento, aquela ansiedade para as pessoas ouvirem as músicas, poder tocar as músicas nos shows e tudo mais. Acho que uma das coisas mais difíceis foi ter que selecionar só quatro canções, porque eu já componho há tanto tempo, tem tantas músicas que eu amo e queria mostrar, mas tudo no seu tempo", contou Filipe. A experiência no The Voice deu visibilidade para o artista, resultando em um aumento significativo de público nas redes sociais e nas plataformas de streaming. Filipe Toca representa bem a nova safra de artistas que o Brasil vem produzindo, e tem parcerias com muitos compositores relevantes no Brasil como Ana Gabriela, Saulo Fernandes, Mahmundi, Pedro Calais (Lagum), Gustavo Bertoni (Scalene), Pedrinho e Eric (Atitude 67), Celso Fonseca, Gabriel Elias e Marcelo Mira. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  5. São 126 novos casos notificados nas últimas 24 horas, segundo a Sesap. O Rio Grande do Norte contabiliza 380.839 casos confirmados de Covid desde o início da pandemia. São 7.484 mortes provocadas pela doença no estado. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (26). Outros 1.356 óbitos estão sob investigação. A Sesap notificou 126 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Em relação ao boletim do dia anterior, são três mortes a mais. Mortes e casos de Covid nas cidades do Rio Grande do Norte O RN tem ainda 187.521 casos suspeitos e 784.931 casos descartados de Covid. Atualmente, 136 pessoas estão internadas no RN por causa da Covid-19 - sendo 109 na rede pública e 27 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 61 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 35,6% na rede pública; com 12 internados, a rede privada tem 8% de ocupação. Números do coronavírus no RN 380.839 casos confirmados 7.484 mortes 187.521 casos suspeitos 784.931 casos descartados RN tem 380.839 casos confirmados de Covid Ascom/IMD/UFRN Vídeos mais assistidos do g1 RN

  6. Gestão municipal não vai promover festa após alerta da Organização Mundial de Saúde. Cidade de Tibau, no interior do Rio Grande do Norte, RN Marcos Moreira/Site da Prefeitura de Tibau O município de Tibau, localizado na Costa Branca do Rio Grande do Norte, não terá carnaval de rua em 2022. O anúncio foi feito pela prefeita Lidiane Marques (PSDB) nesta sexta-feira (26). O posicionamento visa evitar aglomerações e a propagação da Covid. A decisão, segundo comunicado da prefeitura, é motivada pelo alerta da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a possível existência de uma nova variante da Covid-19, na chamada quarta onda da doença. A prefeita entende que "a mobilização em torno do carnaval está preocupando todos os gestores porque é uma ocasião altamente propícia para o aumento de casos. Não devemos relaxar". Quanto às festas particulares que são realizadas no município, a prefeita destacou que ainda vai se reunir com os promotores de eventos no intuito de cobrar o cumprimento de ações que possam garantir a segurança e a saúde dos moradores de Tibau e dos turistas. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  7. Ninguém ficou ferido e o Corpo de Bombeiros conseguiu controlar o fogo. Apesar disso, bens dos hóspedes foram destruídos pelas chamas. Incêndio atingiu quarto de hotel em Ponta Negra e Corpo de Bombeiros controlou o fogo (NATAL RN) Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Um incêndio atingiu um quarto de um hotel em Ponta Negra, principal ponto turístico de Natal, na tarde desta sexta-feira (26). Não havia nenhuma pessoa dentro do ambiente e ninguém ficou ferido. O fogo foi controlado rapidamente, o que evitou, segundo os bombeiros, que ele se alastrasse pelo empreendimento. LEIA TAMBÉM: Incêndio atinge apartamento no 10º andar de prédio residencial em Natal; VÍDEO Incêndio destrói apartamento na Zona Sul de Natal; veja vídeo Apesar disso, o incêndio foi suficiente para destruir os pertences dos hóspedes, um casal de Caruaru, no interior de Pernambuco, que estava na área de lazer no momento do incidente - eles preferiram não conceder entrevista. "Nós constatamos que o incêndio estava contido em apenas um dos apartamentos. E, devido à nossa rápida chegada, evitamos que se propagasse para os demais apartamentos", explicou o tenente Adelino, oficial de operações do Corpo de Bombeiros. "Estava totalmente desocupado o apartamento. E lá foi perda total com relação aos bens deles". Corpo de Bombeiros controlou incêndio em hotel em Natal Julianne Barreto/Inter TV Cabugi O tenente elogiou a ação dos funcionários do hotel, que fica na Rua Élia Barros, para evitar uma proporção maior do fogo. "Também contamos com o auxílio dos funcionários que antes da nossa chegada já haviam desligado tanto a rede elétrica quanto a central de gás. isso ajudou bastante a nossa ação", disse. Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda não é possível afirmar qual a causa do incêndio. "Só uma perícia mais aprofundada vai realmente dizer", disse o tenente Adelino. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  8. Para se testar, não é preciso estar sintomático. Unidades de saúde vão ficar abertas no turno da manhã. Vacina contra a Covid Divulgação/São Gonçalo do Amarante O município de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, vai realizar neste sábado (27) o "Mega Dia" de vacinação contra a Covid em toda a cidade. As unidades de saúde (veja mais abaixo quais) vão funcionar das 7h30 às 12h. O município também vai disponibilizar teste rápido para Covid-19 a toda população. Não é preciso estar sintomático ou ter alguma prescrição médica para se testar - a demanda é livre. LEIA TAMBÉM: Natal também tem Dia D de vacinação contra a Covid no sábado (27) O objetivo da prefeitura é mapear a circulação atual da Covid no município. As vacinas e os testes vão estar disponíveis na unidades de saúde de Jardim Lola, Amarante, Novo Santo Antônio, Golandim I, Cidade das Flores, Centro e Ruy Pereira. A prefeitura também ampliou a dose de reforço para o público a partir de 18 anos que já recebeu a segunda dose há pelo menos cinco meses. Antes, essa dose era restrita a pessoas acima de 60 anos. Veja quem pode se vacinar Dose de reforço Pessoas acima de 18 anos e trabalhadores da saúde (atuando nos serviços de SGA) que completaram 5 meses da segunda dose; Pessoas com imunossupressão que tomaram a D2 nos últimos 28 dias. Segunda dose Oxford/AstraZeneca para quem tomou a D1 até dia 4 de outubro Pfizer para quem tomou a D1 até dia 4 de outubro CoronaVac para quem tomou a D1 nos últimos 28 dias. Primeira dose População acima de 12 anos. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  9. Índice leva em consideração falta de acesso a direitos como moradia, saúde e educação. Desempenho socioeconômico também foi menor que a média nacional. Índice de Qualidade de Vida do IBGE Divulgação/IBGE Os potiguares tiveram uma perda de qualidade de vida maior do que a média dos demais brasileiros, considerando todos os estados do país. É o que aponta a Pesquisa de Orçamentos Familiares, que foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (26). A pesquisa, que foi feita pela primeira vez, também apontou que a população do Rio Grande do Norte ficou abaixo da média nacional no desempenho socioeconômico (entenda melhor mais abaixo). Sobre a perda da qualidade de vida, que é avaliado pelo Índice de Perda de Qualidade de Vida (IPQV), os resultados são representados por um número entre 0 e 1. Os números próximos de 1 indicam que a pessoa ou a família sofreu maior perda de qualidade de vida. Enquanto o Brasil registrou o valor de 0,158, o índice potiguar foi de 0,205. Uma maior perda foi a tendência entre os estados nordestinos. O melhor desempenho foi o de Sergipe (0,187) e o pior do Maranhão (0,260), que teve o pior índice de todo o país. A menor perda de qualidade de vida do Brasil foi em Santa Catarina (0,100). O relatório aprontado pelo IBGE foi baseado em pesquisas nos anos de 2017 e 2018. De acordo com o IBGE, a perda de qualidade de vida ocorre porque as famílias têm dificuldades em transformar integralmente todos os seus recursos em qualidade de vida. Essa dificuldade gera privações para acessar condições mais confortáveis e dignas quanto a moradia, serviços públicos, alimentação e saúde, posse de bens duráveis e acesso a serviços financeiros, lazer e transporte. Desempenho socioeconômico A pesquisa também traz os resultados do Índice de Desempenho Socioeconômico (IDS). E o Rio Grande do Norte teve o 3º melhor desempenho do Nordeste nesse quesito. Média brasileira no Índice de Desempenho Socioeconômico. Reprodução/IBGE O IDS é baseado na renda familiar per capta descontada do Índice de Perda de Qualidade de Vida (IPQV). De acordo com o IBGE, o progresso econômico está associado à renda disponível, que representa os valores com os quais as famílias contam no dia a dia. Assim, o desempenho econômico de um estado será superior quanto maior for a renda das famílias e menor for a perda de qualidade de vida delas. As famílias no Rio Grande do Norte apresentara R$ 964 reais no IDS, o que resultou numa diminuição de 20% da renda disponível dos potiguares e provocou perda na qualidade de vida. Segundo o IBGE, é como se os fatores de perda de qualidade refletissem na renda, evidenciando a força das carências observadas. No Nordeste, o estado ficou atrás apenas de Sergipe e Bahia que contaram respectivamente com R$ 1.118 e R$ 976. Apesar disso, todos os estados nordestinos ficaram abaixo da média nacional, que foi de R$ 1.410. O Maranhão teve o maior comprometimento familiar per capta do país, deixando o valor R$ 555 após as perdas de qualidade de vida. Fatores principais A pesquisa ainda pontuou que os fatores que mais influenciam o desenvolvimento socioeconômico das pessoas no Rio Grande do Norte são educação e acesso a serviços financeiros e padrão de vida, com uma parcela de 19% cada. O aspecto de menor influência ficou por conta de transporte e lazer, com 13,6%. Moradia, acesso a serviços públicos, saúde e alimentação registraram, cada um, valores próximos de 16%. Na dimensão saúde, o RN atinge a terceira menor importância em comparação aos entes federativos, atrás apenas do Distrito Federal e do Rio Grande do Sul. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  10. Projeção é que isto aconteça na segunda semana de dezembro. Relatório aponta regressão da pandemia no estado. máscara covid TV Globo/Reprodução O Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/HUOL/UFRN) apresentou nesta sexta-feira (26) um novo relatório sobre o cenário da pandemia no Rio Grande do Norte. No documento o Lais recomenda a flexibilização do uso de máscaras em ambientes abertos quando o estado ultrapassar 80% da população totalmente vacinada contra a Covid (duas doses), o que deve acontecer na segunda semana de dezembro. No mesmo documento, destaca a necessidade de se exigir o uso de máscaras em ambientes fechados (quando não estiver se alimentando) e no transporte público até alcançar 85% de toda a população do RN completamente vacinada. Estados como Rio de Janeiro e São Paulo já anunciaram a flexibilização do uso de máscaras em ambientes abertos, "aspecto que denota os avanços no controle da pandemia em virtude do forte processo de imunização". O Lais aponta que o RN tem 77% de sua população adulta totalmente imunizada (com duas doses da vacina ou com a vacina de dose única) e que está perto de atingir 90% da população adulta com a primeira dose da vacina. Reforça ainda a importância da mobilização de municípios para ampliar o número de imunizados, com disponibilização de campanhas, pontos de vacinação itinerantes e ações efetivas, como a exigência do comprovante do esquema vacinal para a participação em eventos e descontos em estabelecimentos. O levantamento indica que houve uma queda de 84% na média móvel dos pedidos por internações entre 31 de maio de 2021 e 23 de novembro de 2021, "reforçando o atual cenário de regressão da epidemia no Rio Grande do Norte", o que "demonstra o controle da pandemia no RN, pois não há pressão sobre a rede assistencial". Também não há pacientes aguardando a disponibilização de leitos na fila de regulação, de acordo com o relatório. "Quarta onda" O LAIS também se manifestou sobre uma possível "quarta onda" da pandemia na Europa. "É preciso esclarecer o que isso significa sem criar alarmes desnecessários na população. Hoje o que realmente está ocorrendo é que países da Europa que estão com uma menor cobertura vacinal, ou com maior número de pessoas resistentes à vacinação estão com novos surtos", explica no relatório. Analisa ainda que "é pouco provável que, diante do cenário de imunização, o Brasil passe pela mesma situação da Alemanha, Rússia ou da Áustria". Recentemente, o Brasil ultrapassou os Estados Unidos em números relativos de pessoas adultas totalmente vacinadas. Vídeos mais assistidos do g1 RN