Procurador-geral do Ministério Público de Contas admite que “há indícios de crime e má gestão” na compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste

tombaenfrentamento

Provocado pelo deputado estadual Tomba Farias (PSDB), o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Thiago Guterres, admitiu na tarde desta segunda-feira, 22, durante reunião da Comissão Especial da COVID 19 da Assembleia de Legislativa do Rio Grande do Norte, que há indícios de irregularidade, crime e má gestão com relação à compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste. "Os índicos são realmente muito evidentes e, uma vez confirmados, são muito graves, revelou.

Thiago Guterres disse que, como cidadão, compartilha com a preocupação e indignação externada pelo deputado Tomba Farias com relação aos valores que foram repassados ao Consórcio Nordeste de forma "provavelmente muito precipitada e mal feita". Ele destacou ainda que "se o Consórcio, de início, nas primeiras contratações, não vem se mostrando eficaz para as finalidades para as quais foi criado, realmente não faz sentido manter o estado do Rio Grande do Norte nele". Na sua opinião, essa discussão sobre a permanência ou não do Rio Grande do Norte no Consórcio é muito mais "político-administrativa e o TCE tem que avaliar sob o ponto de vista técnico-jurídico".

O posicionamento do procurador-geral foi uma consequência do relato feito por Tomba Farias, que explicou que a empresa beneficiada com o contrato do Consórcio Nordeste foi criada em 24 de junho do ano curso, com apenas um capital de R$ 100 mil. "Essa empresa fez uma compra de R$ 50 milhões e as evidências são muito claras", disse o parlamentar, ressaltando que o governo comprou por R$ 163 mil respiradores que haviam sido anteriormente adquiridos por R$ 84 mil.

Tomba Farias condenou também o comportamento da governadora Fátima Bezerra (PT) que vem se mantendo em silêncio diante de toda a polêmica envolvendo a compra dos respiradores, o Consórcio Nordeste e o fato de o Rio Grande ter levado um "calote" de cerca de R$ 5 milhões, pagando por respiradores que não foram entregues.

"O secretário executivo do Consórcio, Carlos Garbas, já foi alvo da operação Lava Jato, suspeito de recebimento de propina. Apesar de tudo isso, a governadora está em silêncio até hoje. A dona da empresa fez uma deleção premiada dizendo que pagou R$ 12 milhões de propina. Isso é muito grave, gravíssimo", assinalou.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) defendeu a realização de uma rigorosa investigação sobre o fato de o governo do RN ter pago R$ 5 milhões por respiradores que não foram entregues ao Consórcio NE. O parlamentar, que considera importante se chegar à conclusão se houve ou não má versação do dinheiro público, anunciou que a Assembleia Legislativa poderá abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o assunto.

"Mais de dois meses depois de ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido ao governo do estado", disse o deputado.

Tomba destacou que a empresa responsável pela venda dos respiradores, foi criada em 24 de junho de 2019 e alertou que de lá para cá só emitiu duas notas fiscais, incluindo a de número 002, referente a venda dos respiradores. "O governo jogou fora 5 milhões de reais e eu não vejo o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal falarem nada. A nossa Casa também está calada. Nós temos que tomar providências. Essa empresa tem como endereço um apartamento de 72 metros quadrados, " ressaltou.

Tomba Farias enfatizou ainda que a Assembleia Legislativa não pode continuar em silêncio diante de um fato que envolve dinheiro público, vindo dos impostos dos contribuintes. " Vamos ficar calados? Vai ficar dessa forma? Não vamos nos pronunciar?", questionou o parlamentar, convocando os colegas a assinarem a "CPI dos Respiradores".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

 

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

tombaremoto

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) defendeu a realização de uma rigorosa investigação sobre o fato de o governo do RN ter pago R$ 5 milhões por respiradores que não foram entregues ao Consórcio NE. O parlamentar, que considera importante se chegar à conclusão se houve ou não má versação do dinheiro público, anunciou que a Assembleia Legislativa poderá abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o assunto.

"Mais de dois meses depois de ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido ao governo do estado", disse o deputado.

Tomba destacou que a empresa responsável pela venda dos respiradores, foi criada em 24 de junho de 2019 e alertou que de lá para cá só emitiu duas notas fiscais, incluindo a de número 002, referente a venda dos respiradores. "O governo jogou fora 5 milhões de reais e eu não vejo o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal falarem nada. A nossa Casa também está calada. Nós temos que tomar providências. Essa empresa tem como endereço um apartamento de 72 metros quadrados, " ressaltou.

Tomba Farias enfatizou ainda que a Assembleia Legislativa não pode continuar em silêncio diante de um fato que envolve dinheiro público, vindo dos impostos dos contribuintes. " Vamos ficar calados? Vai ficar dessa forma? Não vamos nos pronunciar?", questionou o parlamentar, convocando os colegas a assinarem a "CPI dos Respiradores".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Após fazer duras críticas a Fátima Bezerra pela paralisação da barragem de Oiticica, deputado Tomba Farias comemora a retomada da obra

tombaokoff

Após tecer, há seis dias, duras críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) por esta ter paralisado as obras da barragem de Oiticica, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) agradeceu nesta quarta-feira, 20, a gestora estadual por ter revisto a sua decisão e autorizado o reinício dos serviços referentes à execução das obras para a construção do empreendimento. "Sou grato a governadora por ela ter assimilado nossas críticas e o clamor da sociedade potiguar e da própria classe política. Pelo menos dessa vez, prevaleceu o bom senso", disse o parlamentar.

Na última quinta-feira, dia 14, Tomba, durante sessão remota da Assembleia Legislativa, acusou o governo Fátima Bezerra de "querer paralisar o Rio Grande do Norte e disse que "já estava na hora da gestora estadual "assumir o papel de sua governança". Naquela ocasião, o parlamentar municipalista questionou se a governadora estava sem vontade e coragem para governar.

"Agora a hora é de reconhecer a atitude da governadora, que teve a humildade de rever o seu posicionamento anterior. Também é hora de reconhecer o esforços de todos aqueles que se somaram a nossa voz na luta pela retomada da obra. Desde o juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de conflitos e cidadania, Uedson Uchôa, até os representantes do consórcio, o prefeito de Jucurutu e os moradores atingidos pelo serviço".

Além das críticas do deputado Tomba Farias, a paralisação de Oiticica foi duramente contestada por membros da bancada federal e estadual, gerando, inclusive, uma nota do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado estadual Tomba Farias

{BANNER}

“É só enganação”: Tomba Farias pede que Fátima Bezerra “assuma a governança do RN” e não paralise obras da barragem de Oiticica

tombaliveal

"O que está faltando, governadora? Vontade? Coragem? Assuma o papel da sua governança e bote para funcionar esse Rio Grande do Norte. Esse Rio Grande não pode ser paralisado. Nós temos que tomar conta das vidas, mas temos também que tomar conta daqueles que mais necessitam e do desenvolvimento do Rio Grande do Norte, pois senão pode ser tarde demais. Podemos até salvar muitas vidas, mas também podemos entrar em colapso e quem vai estar na UTI, sem respiradores, sem solução, é o estado do Rio Grande do Norte".

A declaração é do deputado estadual Tomba Farias (PSDB), que durante a sessão ordinária desta quinta-feira, na Assembleia Legislativa, teceu sérias críticas à governadora Fátima Bezerra (PT), que decidiu não prosseguir com as obras da barragem de Oiticica, apesar de haver recursos da ordem de 50 milhões de reais para dar continuidade ao empreendimento.

"Eu queria muito acreditar nesse governo, mas a cada dia que passa é só muita insegurança e enganação", disse o parlamentar ao relembrar o esforço do ministro Rogério Marinho e da própria bancada federal para assegurar os recursos para a execução da obra, que, segundo enfatizou, " há mais de 30 anos se arrasta".

O parlamentar lembra que o governo havia assumido o compromisso de "tocar" a obra, tomando todas as medidas de proteção relacionadas aos protocolos de segurança do COVID 19. "Foi isso que ficou acetado na reunião com o consórcio da construtora EIT, mas o que ela fez foi justamente o contrário, prejudicando 350 trabalhadores que iriam trabalhar no empreendimento", assinalou.

Segundo o parlamentar municipalista, a barragem de Oiticica é uma obra necessária, que o povo do Rio Grande do Norte clama por muitos anos e que a própria Fátima Bezerra, antes de ser governadora, "vivia no twitter pedindo a execução, e depois de eleita governadora também vivia pedindo a Rogério Marinho a liberação de recursos".

"Não quero acreditar que a governadora não vá repensar a sua decisão de suspender uma obra que ela pedia tanto no Twitter", alfinetou o parlamentar.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Secretário Aldemir Freire assegura ao deputado Tomba Farias que emendas parlamentares destinadas a saúde vão começar a ser pagas

5b7f5706-5050-4cd3-ae52-4ea1b831e821

Cobrado pelo deputado estadual Tomba Farias (PSDB), o secretário de Finanças do Estado, Aldemir Freire, garantiu ao parlamentar que o governo do estado irá pagar nos próximos dias emendas parlamentares no valor de R$ 200 mil, verba esta que será destinada por cada deputado para os municípios do estado investirem na área da saúde.

Aldemir Freire deixou claro que o pagamento das emendas será feito de forma gradativa aos parlamentares, de acordo com a chegada dos processos na Secretaria de Planejamento (Semplan). "Lhe afirmo categoricamente que nos vamos pagar os 4 milhões e 800 mil de emendas da saúde, destinando R$ 200 mil para cada deputado. Como essas emendas são feitas via Secretaria de Saúde, a gente está aguardando o processo chegar na SEMPLAN para pagar. Já há processos para serem pagos referentes a emendas de Gustavo Carvalho, George Soares, Cristiane Dantas, Sandro Pimentel, Ubaldo Fernandes, Kleber Fernandes, Dr. Bernardo, Getúlio Rego, Souza Neto, Kelps Lima e Tomba Farias. Já falei hoje com Cipriano Maia ( Secretário de Saúde) para agilizar a tramitação dessas emendas na Assembleia Legislativa", revelou.

Aldemir Freire assegurou a Tomba Farias que ao longo do ano de 2020 o pagamento de emendas parlamentares não se limitará a esses R$ 200 mil, mas destacou que ainda não pode dizer qual será o planejamento de pagamento, diante da própria incerteza de entrada de recursos nos cofres estaduais.

O secretário de Finanças do Estado sinalizou ainda ao parlamentar que há possibilidade de que uma parte dos cerca de R$ 349 milhões que o governo federal irá destinar para o estado, seja destinada para o pagamento de emendas referente ao Covid 19.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Tomba Farias solicita a Fátima Bezerra que solucione falta de água que atinge 300 famílias de comunidade rural em Tangará

7532f63f-12f8-4aa5-9fc4-e0d71fbb43c9

Destacando que o fornecimento regular de água potável é essencial à saúde das famílias, principalmente diante da pandemia causada pelo novo coronavírus, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) solicitou à governadora Fátima Bezerra (PT) que determine à CAERN que solucione em regime de urgência o problema da irregularidade do abastecimento de água, que atinge cerca de 300 famílias localizadas no Assentamento Uirapuru, no município de Tangará.

Durante sessão remota da Assembleia Legislativa, realizada nesta quinta-feira, o parlamentar municipalista defendeu que, após estudos de viabilidade técnica, se realize a instalação de um sistema de abastecimento de água que seja interligado diretamente à Adutora Monsenhor Expedito, iniciativa essa que é de fundamental importância para resolver a situação de escassez de água existente no Assentamento.

"O Assentamento Uirapuru não possui um sistema eficiente de abastecimento de água. Segundo relatos das famílias, as constantes ausências de água em suas residências ocorrem pelo fato de que a rede que abastece o Assentamento não é interligada diretamente à Adutora Monsenhor Expedito e sim a uma caixa d'água, que também abastece outras localidades do município", explica o parlamentar.

Para consolidar seus argumentos, Tomba Farias enfatiza que outras comunidades rurais que possuem as suas redes de abastecimento interligadas diretamente à Adutora não sofrem com as constantes faltas de água. "A falta de água no Assentamento Uirapuru chega a perdurar cerca 20 dias ao mês, segundo relatos de Regilene, que é a presidente da Associação dos Moradores do Assentamento Uirapuru. Trata-se de uma situação preocupante, pois água potável é essencial à saúde das famílias", reforça.

FONTE: assessoria de Imprensa do deputado estadual Tomba Farias

{BANNER}

“Esse não é o momento”: deputado Tomba Farias pede que governadora repense a construção do hospital de campanha

tombaaladistancia

Durante sessão remota realizada nesta terça-feira (14), o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) solicitou à governadora Fátima Bezerra que desista de investir o montante de cerca de 37 milhões na implantação de um hospital de campanha no estádio Arena das Dunas. O posicionamento do parlamentar é decorrente de conversas que manteve com médicos como o hematologista Marcos Leão, Geraldo Ferreira (Presidente do Sindicato dos Médicos do RN) e Marcos Lira (Presidente Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte), que opinaram não ser esta a prioridade do momento.

"O que é preciso nesse momento é equipar o hospital de Macaíba, o hospital da Polícia Militar, o Deoclécio Marques, contratar leitos dos hospitais privados, como o Memorial, que tem 60 leitos, o hospital Rio Grande, Promater, entre outros. Se todos esses médicos têm esse ponto de vista, será possível que não está na hora que o governo repense isso, que a governadora Fátima Bezerra repense isso?", questionou.

Para Tomba Farias, os 37 milhões deveriam ser investidos em toda a estrutura de saúde já existente no RN. O parlamentar revelou que no Giselda Trigueiro, hospital que é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas, chega a faltar kits para realização do exame de gasometria – que verifica a oxigenação do paciente. Ele defendeu ainda investimentos em equipamentos de proteção, os chamados EPIs para ser utilizados por todos os profissionais de saúde.

Tomba Farias revelou que todos os médicos que foram por ele escutados deixaram claro que, se fossem Secretário de Saúde, a construção do hospital de campanha seria a última coisa que fariam.

O deputado municipalista ainda cobrou do governo do Estado o pagamento de emendas parlamentares destinadas à saúde. "Já estamos há mais de 30 dias de pandemia e nenhuma emenda é paga, nenhuma providência é tomada, no momento em que os municípios mais precisam. Foi o próprio governo que pediu que os deputados remanejassem as emendas para a saúde", afirmou o parlamentar.

FONTE: Assessoria de Imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Tomba quer que governo coloque UTI do Hospital da PM para funcionar e cobra detalhamento dos gastos do decreto de calamidade

tombanovo20201

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) está defendendo que o governo do Estado destine parte dos recursos decorrentes do decreto de calamidade pública aprovado pela Assembleia Legislativa do RN para a implantação de dez leitos de UTI e 50 de semi-UTI do Hospital da Polícia Militar, unidade hospitalar que já se encontra pronta para funcionar. O parlamentar que é membro da "Comissão Legislativa de Enfrentamento ao Coronavírus no RN", destaca que com cerca de 4 milhões de reais as UTI´s e semi-UTI´s poderão entrar em funcionamento. Segundo ele, depois da crise do coronavírus, os investimentos feitos no Hospital da PM ficarão à disposição do sistema de saúde estadual.

O parlamentar, também questionou a falta de informações de como estão sendo utilizados os recursos decorrentes do decreto de calamidade pública aprovado na última sexta-feira, 20, na Assembleia Legislativa do RN.

"Mais uma vez a oposição demostrou um amadurecimento geral, diante da necessidade do Estado. Nós demos uma carta em branco ao governo estadual, mas o governo não explicou para o que era, para onde seriam destinados esses recursos, no decreto não informava nem até quando era essa calamidade pública, elencou o parlamentar.

Com relação à região do Trairi, o deputado municipalista também cobrou o detalhamento de como o governo estadual vem gastando os recursos liberados e que ações já estão em andamento para ajudar a população de Santa Cruz. "Precisamos saber quantas pessoas foram contratadas para ajudar no combate a essa pandemia, quanto foi investido em equipamentos para ajudar no atendimento à população, o que o governo fez até hoje para combater o coronavírus em Santa Cruz e no Rio Grande do Norte, alguém sabe?, questionou o parlamentar.

Tomba também informa que estuda remanejar suas emendas para a compra de respirador para o hospital de Santa Cruz, ajudando no atendimento dos pacientes de Jaçanã, Coronel Ezequiel, Campo Redondo, Lajes Pintadas, Sítio Novo, de Tangará. "Eu vou remanejar minhas emendas neste sentido. Esse momento é de união de todos, cada um fazendo a sua parte no combate a esse vírus", ressaltou.

CAMPANHA

Tomba Farias tem aproveitado o período de quarentena para fazer através das redes sociais uma campanha de esclarecimento público sobre como evitar a propagação do novo coronavírus. O parlamentar cobra ainda transparência sobre como o governo estadual vem gastando os recursos do decreto de emergência aprovado pela Assembleia Legislativa do RN.

Com seguidores em todo o estado nos seus perfis do Facebook, Twitter e Instagran, o deputado está desenvolvendo uma campanha de conscientização sobre as formas de evitar a propagação do coronavírus.

A mídia digital exibe material gráfico explicativo, que tem ajudado a população a enfrentar essa pandemia com informações confiáveis, iniciativa que faz a diferença principalmente junto às comunidades mais afastadas dos grandes centros urbanos.

Os banners abordam temas como "Quais os Principais Sintomas?", "Como Posso me Prevenir?, "# Fique em Casa" e "Não Compartilhe Fake News – Informação e Prevenção".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Deputado Tomba homenageia Tribuna do Norte pelos 70 anos

tribuna

Uma escola de jornalismo chamada TRIBUNA DO NORTE

Principal marco da história do jornalismo impresso potiguar ainda em plena atividade editorial, o jornal TRIBUNA DO NORTE comemora neste dia 24 de março de 2020, 70 anos de fundação, mantendo até os dias atuais uma linha editorial moderna, arrojada e com pleno compromisso com o leitor e a verdade dos fatos. O matutino diário ao longo dos anos firmou-se não só como um simples órgão de imprensa, mas como uma verdadeira escola de jornalismo.

O jornal já nasceu sob a égide do bom jornalismo, através do ideal visionário do seu fundador, o jornalista e ex-governador Aluízio Alves, um angicano que desde muito cedo entendeu ser a imprensa livre e independente o verdadeiro bastião da defesa dos clamores da sociedade e do estado democrático de direito.

Foi dentro dessa concepção que a TRIBUNA DO NORTE, nos anos de chumbo, carregou suas tintas contra o arbítrio e tornou-se o que é até hoje – um jornal convicto de seu papel de servir de caixa de ressonância para os anseios da sociedade, reportando fatos e acontecimentos através de um jornalismo de qualidade, e brindando sempre o leitor com reportagens bem apuradas, equilibradas e, inquestionavelmente, informativas.

No entanto, nem só da glória do bom combate jornalístico viveu a TRIBUNA DO NORTE.

O jornal enfrentou por diversas ocasiões dificuldades para manter suas rotativas trabalhando. E no cenário da escassez financeira, entrava em cena o ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves, a quem coube por diversas vezes o papel de manter vivo o sonho do seu pai, Aluízio.

Mesmo sendo um veículo de comunicação nascido no seio de uma família que adotou a atividade política como forma de colaborar com o fortalecimento do Rio Grande do Norte, a TRIBUNA DO NORTE nunca abriu mão de seu principal capital – o compromisso com a verdade.

Diante dessa marca registrada – o compromisso com a verdade -, seria exagero da minha parte dizer que a TRIBUNA DO NORTE foi e ainda é uma escola de jornalismo, em cujos corredores passaram talentos e formaram-se nomes de relevo do jornalismo potiguar?

Creio que não.

Em atividade desde 24 de março de 1950, o jornal TRIBUNA DO NORTE tornou-se um "setentão", sem, no entanto, envelhecer.

A TRIBUNA DO NORTE chega aos 70 anos, sendo um jornal moderno, eclético e atual.

Quando muitos apostavam no fim do jornalismo imprenso, o jornal da Tavares de Lira mais uma vez mostrou a sua capacidade de transformação, ao implantar a versão digital do seu conteúdo, surgindo então o portal "TN ON LINE", um 'case' de sucesso que no ano de 2019 acumulou cerca de 130 milhões de visualizações de páginas, conforme relata a estatística do Google Analytics.

Em um tempo em que a "internet das coisas" está cada vez mais próxima no nosso dia a dia, a TRIBUNA DO NORTE é um exemplo de êxito também no mundo digital.

Dos atuais aos antigos repórteres e colunistas, das máquinas de escrever que viraram peças de museu ao site alimentado em tempo real, a TRIBUNA DO NORTE é uma história de sucesso que foi construída sob olhar visionário de Aluízio Alves.

Não foram em vão os esforços daqueles escribas que ao longo de décadas contribuíram com seus talentos para que a "velha" escola de jornalismo permanecesse até os dias de hoje como uma referência para as novas gerações de jornalistas.

O leitor que abre a versão impressa da TN ou acessa o site ou suas redes sociais, contará sempre com informações sérias, opiniões honestas e serviços úteis.

Certa vez, nas páginas da TRIBUNA DO NORTE, li um texto intitulado "O Jornalismo e a Tribuna do Norte".

Esse relato histórico dizia que da acanhada redação do jornal nas décadas de 50 e 60 e grande parte dos anos 70, quem estava na produção das reportagens não era somente jornalistas. Eram poetas, romancistas, políticos, boêmios.

Citava nomes como Rômulo Wanderley, Berilo Wanderley, Murilo Melo Filho, o próprio Aluízio Alves, Geraldo Melo, Garibaldi Alves e Garibaldi Alves Filho, que contribuíam com textos diários e/ou semanais.

Agnelo Alves, por sua vez, criou e imortalizou, durante as décadas de 70 e 80, a figura de "Neco", personagem que assinava as "Cartas ao Humano", textos de crítica de costumes, política e social com os quais exponha suas análises, ideais e também desnudava a hipocrisia e o autoritarismo da ditadura militar e dos governos estaduais nomeados por ela, driblando a censura e a truculência do regime de exceção vigente no Brasil.

Ticiano Duarte também foi um fiel soldado da resistência no tempo que trabalhou na TN. Chegou até a responder um inquérito policial/militar no tempo da Ditadura e foi absolvido.

Pela redação da TRIBUNA DO NORTE passou, também, o ex-prefeito Odorico Ferreira de Souza, que nunca havia trabalhado com jornalismo, mas aceitou o convite para assumir o cargo de redator-chefe. Foram três anos na função até se mudar para a Itália. Mussoline Fernandes, um dos maiores intelectuais que o Rio Grande do Norte já teve e que na TRIBUNA DO NORTE fez de tudo. Escreveu desde esportes, críticas de teatro e cinema, política e inspirou jornalistas mais novos.

Expresso meus votos de parabéns, desejando que a Empresa Jornalística Tribuna do Norte continue por muitos anos realizando o seu trabalho de fazer um jornalismo marcado pela seriedade, imparcialidade e independência.

Com dezenas de prêmios conquistados ao longo dos anos de existência, a Tribuna é uma referência para a imprensa nacional.

Me confraternizo também com as novas gerações de jornalistas, com os vários profissionais do jornalismo que agora e no passado recente exercem e exerceram com maestria a missão de levar adiante o legado de Aluízio Alves.

Tenho a convicção de que foi o comprometimento das antigas e novas gerações de jornalistas o responsável pelo fato de a TRIBUNA DO NORTE chegar aos setenta anos, ainda fazendo jus ao seu antigo slogan: "O Melhor Jornal, Para o Melhor Leitor".

Deputado estadual Tomba Farias

{BANNER}

Login Form